Consumidor se surpreende com o preço do gás de cozinha

0

Preço entre distribuidores pode levar a dona de casa a economizar R$ 4 reais (Foto: Reinaldo Gasparoni)

O aumento do preço do Gás Liquefeito do Petróleo (GLP), popularmente conhecido como gás de cozinha de 13kg, pegou os sergipanos de surpresa nesta quinta-feira, 1º. O valor pode variar de distribuidora, mas segundo os próprios distribuidores a média fica em torno de 4%. Para verificar os preços e saber como a população recebeu a notícia, a equipe do Portal Infonet percorreu algumas distribuidoras para verificar a variação dos preços, que se pesquisado pelo consumidor, chega a uma economia de R$ 4 reais no bolso no final do mês.

A primeira revendedora, localizada no bairro Novo Paraíso, zona Oeste da Capital, o valor encontrado foi de R$ 34 reais, mas ainda sem o aumento do preço. De acordo com o próprio proprietário da revendedora Liquigás, Genival Mauricio, o aumento somente deverá ser repassado aos clientes na próxima sexta-feira, 2,  e não deve passar dos R$ 36 reais. “As pessoas estão ligando para saber do aumento. Eles reclamam, mas não deixam de levar. Infelizmente temos que conceder o reajuste. A população leva cerca de um mês para se acostumar com o aumento, mas fazer o que?”, questiona o vendedor.

O proprietário da revendedora Liquigás Genival Maurício diz que o preço terá aumento sexta

Na segunda revendedora, também no Novo Paraíso, o gás da distribuidora Ultragaz subiu de R$ 36 para R$ 38 reais. Além dos clientes, os próprios revendedores se queixam do aumento.  É o caso de Francisca da Silva, que possui o estabelecimento há mais de dois anos. “Lógico que não gostei, porque o consumidor não vai deixar de comprar um de R$ 34 por um de R$ 38. Para não perder cliente prefiro ter o meu lucro diminuído, e ao invés de vender a R$ 38 reais vendo a R$ 37”, garante.

Surpresos

O aposentado José Onaldo de Oliveira da Silva diz que foi pego de surpresa, mas garante que mesmo com o aumento não vai deixar de adquirir o produto. “Estava viajando e hoje quando cheguei aqui [revendedora] fiquei sabendo que a partir de amanhã [2] vai ter o aumento. Com isso, aproveitei para levar mais um de reserva já que o preço ainda não aumentou”, afirma

Situação idêntica aconteceu com a vendedora Cleide Marty, que também não havia tomado conhecimento do aumento. “É terrível”. Foi essa a expressão utilizada pela vendedora Cleide Marty quando soube do aumento do GLP. “A situação já é difícil para quem utiliza apenas um botijão, imagine quem possui uma família grande como é o caso da minha mãe que chega a utilizar dois botijões em apenas um mês”, lembra Cleide.

Alternativas

A vendedora Cleide Marty orienta o consumidor a diminuir o uso do forno

Para não espantar os consumidores, os donos de revendedoras estão utilizando promoções para atrair o consumidor. Como é o caso do estabelecimento de Genival Maurício, que informa que o consumidor que levar uma compra ‘casada’, ou seja, um botijão e uma água mineral saem ao preço de R$ 39 reais e o cliente ainda pode concorrer ao sorteio de uma bicicleta no dia das crianças.

Já para as donas de casa, a dica de economia é dada pela vendedora Cleide Marty que garante que a redução do uso do forno é a melhor solução.  “Não podemos ficar sem o gás, porque temos que fazer o café da manhã, almoço e o jantar, então a alternativa é usar menos o forno e evitar fazer lasanhas, bolos, tudo o que possa consumir muito gás”, garante.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais