Covid-19: centrais pedem que Deso e Energisa cobrem taxa de fevereiro

0
Pedido foi feito pelas centrais sindicais nesta manhã (Foto: Portal Infonet)

As seccionais das principais centrais sindicais do país (CTB, CUT, UGT e CSP Conlutas) se reuniram na manhã desta quarta-feira, 18, para emitir um documento público com 18 medidas que envolvem a proteção dos trabalhadores e de combate à pandemia do novo coronavírus, o Covid-19. Entre os itens, as centrais sugerem à Companhia de Abastecimento de Sergipe (Deso) e à Energisa a cobrança de acordo com a média mensal de fevereiro, mês anterior à pandemia.

O documento explica que as pessoas ficarão mais tempo em casa e, com isso, ocorrerá um aumento nos consumos de água e de energia. “Portanto a cobrança da conta de água, por parte da Deso, deverá ocorrer tendo como referência a média mensal anterior à pandemia”, cita.

No parágrafo seguinte, o documento aborda a mesma justificativa para a conta de energia, e ainda recomenda que a população consuma água oriunda da Deso por esta ser clorada.

A Energisa entende que o momento é de cautela e informa que está acompanhando os desdobramentos da Covid-19 no Brasil e atenta às recomendações dos órgãos públicos.

O Portal também entrou em contato com a Deso, mas não obteve êxito. O portal permanece à disposição das empresas e informações podem ser enviadas para o e-mail jornalismo@infonet.com.br ou pelo telefone 2106-8000.

por Daniel Rezende

*A matéria foi alterada às 14h56 do dia 18/03 para acréscimo de nota da Energisa
Comentários