Dezen fala sobre o futuro do petróleo de SE

0

Sabatina dos jornalistas (Fotos: Portal Infonet)

Sergipe está entre os cinco estados brasileiros com a maior produção de petróleo. E com a descoberta de um novo poço, denominado de ‘Barra’, que pelos estudos terá uma produção maior que a soma atual de todos os poços do estado, se consolida entre as primeiras colocações em produção do país.

O gerente geral da Petrobras de Sergipe e Alagoas, Eugênio Dezen, foi um dos convidados do Cabaré.com Convidados desta quinta-feira e respondeu a diversos questionamentos dos jornalistas presentes. Alguns dos temas ressaltados neste encontro:

Novos Poços

“Com a descoberta de Piranema, conseguimos junto a Petrobras nacional adquirir mais oito blocos de exploração e espalhamos por todo o nosso litoral. Foi a partir daí que descobrimos ‘Barra’, que fica localizado a 90km de Aracaju, a 78km do Porto de Sergipe, mas ainda não sabemos em qual município este poço está posicionado, teremos que recorrer ao IBGE para nos dar a localização exata”, informou Eugênio Dezen.

Eugênio Dezen

Continuou ainda. “Na verdade são duas áreas de descoberta, uma que fica a 4.500 metros de profundidade e a outra fica a 4.900,- ambas tem um petróleo leve e com um gás condensado. Ainda não podemos precisar a sua produção, mas podemos dizer que são maiores que todo o petróleo explorado no Estado atualmente. Isso trará para Sergipe várias empresas multinacionais de petróleo”, ponderou dizendo que a dificuldade será de mão-de-obra especializada.

Investimento

De acordo com o gerente regional da Petrobras, está estimado que até 2014  a capacidade de produção de algumas áreas produtoras de petróleo no Estado dobre. “Queremos que Carmópolis chegue aos 50 anos de exploração com um campo todo novo. Com estes investimentos serão abertas mais de 2.200 vagas de trabalho. O campo de Carmópolis estará contratando 1.200 pessoas, Siriri mais 600 funcionários e Riachuelo mais 400. Além da três grandes empresas mundiais que estão se instalando em Sergipe”, disse.

Dezen ainda destacou, “Vamos também, através de um convênio que ainda está para aprovação na Presidência da Petrobras, alargar a rodovia que liga a Barra dos Coqueiros até o porto de Sergipe, além de refazer todo o asfaltamento. Será um investimento de R$ 10 milhões, contando com toda a iluminação da pista”, frisou.

Ministério do Trabalho

Entre outros assuntos, a descoberta da nova bacia foi o destaque

“Somos auditados por vários órgãos, a exemplo da Marinha, Ibama e o próprio Ministério do Trabalho, e com isso existem algumas normas que devemos seguir. O problema com o Ministério do Trabalho foi apenas que eles exigiam corredores para rota de fuga, para caso de incêndio,  com 1,20 metros de largura e nas plataformas do Estado tinha apenas 0,90 metros. Para nos adequarmos as normas, a NR 30, só precisamos repintar os corredores”, comentou Dezen.

Piranema

“A grande riqueza de Piranema é o modelo geológico implantado lá, e foi através deste posto que conseguimos enxergar ‘Barra’. Agora dizer que Piranema dá prejuízo é demais, neste local produzimos cerca de 10 mil barris por dia, para uma plataforma ser viável basta produzir entre três mil a 3.500 barris/dia”, garantiu Dezen.

Aumento de Combustíveis

Para Eugênio Dezen, o valor do preço do petróleo repassado para as refinarias, atualmente, é igual ao do ano de 2003. “Existe um acordo entre as refinarias e o governo. Quando o petróleo sobe de preço, esse aumento não é repassado para o consumidor, e quando o produto também fica mais barato o consumidor não é beneficiado para compensar as refinaras, mas claro que tudo tem uma exceção. Se o aumento ou a queda for muito grande o consumidor vai sentir no bolso”, destacou.

Concurso

É esperado para os próximos um ou dois anos concursos de níveis técnicos para o Estado. Já para as áreas de ensino superior, a demanda vem da Petrobras nacional. De acordo com Dezen, Sergipe contrata em torno de 50 profissionais níveis superiores e 150 técnicos anualmente.

Por Danilo Cardoso

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais