Dores: aumento de impostos gera conflito entre CDL e prefeitura

0

A aprovação de um projeto de Lei no município de Nossa Senhora das Dores que majora em até 5.400% os preços de impostos de taxas no município, tem sido alvo de protestos dos comerciantes da cidade e da classe lojista sergipana, através da Câmara de Dirigentes Lojistas de Dores (CDL). O projeto ao qual eles se referem foi aprovado em dezembro por unanimidade na Câmara de Vereadores do município.

Segundo a CDL dorense, os aumentos variam. Alvarás para funcionamento de estabelecimentos bancários tiveram reajuste de 5.400%, de postos de gasolina e distribuidora de gás no montante de 1.560%, para lojas de departamentos atinge cerca de 750%, enquanto bares e quiosques o percentual sofreu um aumento de 200%. “Esse reajuste traz impacto na economia de Dores, afastando novos investimentos para o município”, diz Herberto Sobral.

Prefeitura não voltará atrás

A reportagem do Portal Infonet procurou o prefeito Aldon Luiz, mas foi informada que ele está em viagem. Mas, de acordo com o secretário-chefe de gabinete da prefeitura de Dores, George Xavier, o projeto aprovado pela Câmara vem corrigir distorções que vigoravam há mais de 16 anos no código tributário do município. “Estabelecimentos de pequeno porte estavam pagando os mesmos tributos que os grandes comerciantes. Os valores aprovados são referentes às correções do período em que estava sendo cobrado de forma igual para todos. Os valores condizem com a realidade”, ressalta.

Ainda segundo ele, apenas uma pequena parcela dos comerciantes é que está insatisfeita com os reajustes e, em hipótese alguma, a prefeitura irá voltar atrás. “O dispositivo aprovado tem que ser cumprido”, explica. 

Por Carla Sousa
Com informações da CDL/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais