Economista afirma que feriados não prejudicam economia do país

0
Economista diz que nos feriados há um deslocamento de consumo (Foto: Portal Infonet)

Em 2020 dos 12 feriados nacionais, 11 caem em dias de semana e dez podem ser emendados com sábados e domingos, os chamados feriados prolongados. Bons para uns e não tão bom para outros. As entidades ligadas ao comércio apontam queda nas vendas por conta dos feriados, em contrapartida, o setor de turismo ficará bastante movimentado em 2020.

De acordo com o economista Fernando Carvalho, não há prejuízos para a economia. Nos feriados que acontecem em dias de semana e os prolongados, o que ocorre é o deslocamento de consumo para determinados setores ou nichos da economia.

“Os feriados no Brasil têm um cunho de carácter comercial, e o que acontece é que o foco é tirado do comércio e da indústria e foca em hotelaria, bares, agências de viagens, então é um deslocamento do padrão de consumo”, aponta.

Fernando entende que o comércio tem reivindicações justas, o que o especialista contesta é a maneira que é feita o calculo de vendas. Segundo o economista, a alta e baixa nas vendas é avaliada com base numa média anual, portanto, nos dias de menos movimento há queda nas vendas e isso é considerado perda.

“Entendo como um erro na metodologia aplicada. Se o setor sai dessa média de analisar a metodologia anual e analisa os dias que antecedem os feriados, essas vendas aumentam porque as pessoas se preparam para os feriados, elas consomem na sua cidade, então as perdas dos dias parados são compensadas pelos dias que antecedem as datas comemorativas, principalmente no comércio”, compara.

Feriados

O economista acredita que os feriados brasileiros não são excessivos, ele explica que há países desenvolvidos que têm mais feriados que o Brasil. “E os trabalhadores desses países têm jornadas de trabalho menores que a dos brasileiros que têm uma média anual de duas mil horas de trabalho e 44 horas semanais. Não há um impacto significativo nessas horas trabalhadas, eu vejo mais como um deslocamento de consumo que beneficia setores importantes da economia, a exemplo do turismo, que movimento muitos outros setores”, aponta.

Em Sergipe, além dos feriados nacionais, os sergipanos comemoram a emancipação política do Estado no dia 8 de julho que cai numa quarta-feira. Em Aracaju mais três feriados municipais estão no calendário de 2020: 17 de março é comemorado o aniversário de Aracaju e cai numa terça-feira; 24 de junho os aracajuanos comemoram o dia de São João (quarta-feira); e no dia 8 de dezembro (terça-feira) o calendário dos feriados municipais é encerrado com a festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da capital.

Por Karla Pinheiro

Comentários