Em dezembro, índice de desemprego foi de 7,4%

0

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou nesta quinta-feira, 24, os índices de desemprego do Brasil. Em dezembro de 2007, foi registrada uma taxa de 7,4% de desocupação. O índice foi o menor de toda a série da Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, iniciada em março de 2002, caindo 0,8 ponto percentual em relação a novembro de 2007 (8,2%) e um ponto percentual em relação a dezembro de 2006 (8,4%).

 

A população ocupada, 21,4 milhões de pessoas, não se alterou significativamente em relação a novembro de 2007 (-0,3%), mas cresceu 3% em relação a dezembro de 2006. Já a população desocupada reduziu-se tanto na comparação mensal (-10,9%) quanto na anual (- 9,5%).

 

O número de trabalhadores com carteira assinada manteve-se estável em relação a novembro de 2007 e cresceu 7% frente a dezembro de 2006. Na comparação mensal, dois grupamentos de atividade tiveram variação significativa: indústria extrativa, de transformação e distribuição de eletricidade, gás e água (-2,7%), e comércio, reparação de veículos automotores e de objetos pessoais e domésticos e comércio a varejo de combustíveis (2,7%).

 

Frente a dezembro de 2006, houve altas em três deles: comércio, reparação de veículos automotores e de objetos pessoais e domésticos e comércio a varejo de combustíveis (4,4%), Educação, saúde, serviços sociais, administração pública, defesa e seguridade social (4,7%) e outros serviços (5,4%).

 

Em dezembro, o rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ 1.163,90), também cresceu nas comparações mensal (0,9%) e anual (2,3%). Já o rendimento real domiciliar per capita (R$ 741,27), ficou estável no mês e cresceu 3,7% no ano. A massa de rendimento médio real habitual dos ocupados (R$ 25 bilhões) cresceu 0,7% no mês e 5,0% no ano.

 

Fonte: IBGE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais