Em julho, 424 mil lares sergipanos receberam o auxílio emergencial

0
Ainda segundo o IBGE, isso representa um aumento quando comparado com o mês de maio, que foi de 51,8%, e junho que foi de 55,6% (Foto: Marcello Casal JR)

O estado de Sergipe fechou o mês de julho com 424 mil domicílios que foram assistidos pelo auxílio emergencial, o que representa 56,5% do total de 750 mil residências da capital. Os dados atualizados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pnad Covid-19, uma versão especial –  e mensal – da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), que tem como objetivo monitorar os principais impactos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Ainda segundo o IBGE, isso representa um aumento quando comparado com o mês de maio, que foi de 51,8%, e junho que foi de 55,6%. “Ainda, em 424 mil de 750 mil, existe uma pessoa que recebeu o auxílio emergencial. Em junho, eram 417 mil domicílios”, destacou a entidade.

O instituto de pesquisa afirmou que essa análise verificou  também o número de domicílios que solicitaram algum empréstimo. “Constatou-se que 38 mil domicílios solicitaram algum tipo de empréstimo e foi atendido, enquanto que 3 mil não conseguiram”, conta.

O IBGE diz ainda que do total de domicílios (750 mil), 709 mil não solicitaram empréstimo. “Percebe-se que a maioria dos domicílios que solicitaram o empréstimo tem um rendimento domiciliar per capita entre menos ½ salário mínimo até menos que um salário mínimo”, assinala.

por João Paulo Schneider 

Comentários