Embaixada da Polônia quer importar produtos sergipanos

0

Evento reune empresários sergipanos
O Governo da Polônia promoveu palestra para empresários sergipanos no auditório da Federação das Indústrias de Sergipe (FIES) na manhã desta quarta-feira, 5. O seminário, intitulado “Nova Polônia na Nova Europa – Oportunidades de Negócios”, pretende fomentar o intercâmbio entre pequenos e médios empresários brasileiros e poloneses, a fim de abrir as portas da União Européia para o Brasil.

O Primeiro Conselheiro da Embaixada da Polônia no Brasil, Sr. Piotr Maj, afirma que as relações entre os dois países tendem a ser muito mais próximas. “O novo perfil da economia polonesa fez a relação de exportação e importação entre os dois países crescer mais de 400% nos últimos cinco anos. Nos próximos dois anos, segundo pesquisas, as relações de negócios entre os dois países tendem a dobrar em quantidade e investimento”, diz o conselheiro.

O representante da Embaixada da Polônia, Sr. Piotr Maj
A afinidade entre os dois países, segundo o conselheiro, facilitaria a entrada do Brasil na União Européia. “Qualquer empresa que se fixar no mercado polonês é considerada polonesa pelo  Governo. Além da ajuda estatal, através de incentivos fiscais, a empresa poderá exportar para toda a União Européia, além de utilizar os fundos de incentivo da União para promover o seu produto, por ser considerado europeu”, afirma Piotr.

Produtos brasileiros

O conselheiro destaca também as afinidades dos produtos brasileiros. Produtos como o café, o fumo, o minério de ferro, as aeronaves Embraer, o equipamento de veículos são muito apreciados pela Polônia. De acordo com Piotr, a relação entre os dois países tendem a ser complementares e intensificadas nos próximos anos.

Os empresários sergipanos interessados em mais informações sobre a política de investimento e relações comerciais entre o Brasil e a Polônia podem acessar o site da Embaixada da República da Polônia em Brasília.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais