Empreendimento comunitário faz reforma para conquistar registro do SIF

0

A Polpfrut, pequena fábrica de beneficiamento de frutas, é um estabelecimento integrado à Associação da Juventude Unida por Santa Cruz. A associação é composta por 11 jovens do povoado Santa Cruz, localizado em Propriá, que trabalham em horários alternados durante o período de produção. Atualmente são processados na fábrica 18 tipos de frutas, que são comercializadas principalmente nos municípios de Neópolis e Propriá, escolas estaduais e lanchonetes.
Para crescer e ter seus produtos aprovados pelo Ministério da Agricultura com o SIF, a Polpfrut está passando por uma reforma de adaptação estrutural. As mudanças estão sendo acompanhadas por consultores do Sebrae e da Codevasf, que estão assessorando o empreendimento na reestruturação do espaço físico e na capacitação dos jovens em temas como gestão empreendedora e associativismo. A adaptação tem um prazo de conclusão de 45 dias.
A fábrica foi inaugurada no ano de 2000, mas foi a partir de 2003 que realmente o empreendimento começou a produzir. Mesmo com pouco tempo de atuação no mercado, a empresa já está tendo lucro e gerando um processo de transformação no local. Os agricultores do povoado estão comercializando com o grupo de jovens uma parte da safra que antes era perdida, garantindo uma nova opção de renda e sustentabilidade a toda comunidade.
De acordo com José Pedro de Santana, presidente da fábrica, agora os agricultores estão procurando produzir mais para comercializar seus produtos na região, além das pessoas associadas que trabalham na fábrica. “A idéia de montar a beneficiadora surgiu depois que iniciamos na agricultura com o grupo jovem. A partir do seminário que foi o curso de fruticultura, pensamos na instalação da fábrica e no quanto poderia dar certo”, explica.
“Os resultados na fábrica vão bem além do esperado”, explica Ana Teresa, Gerente da Unidade de Desenvolvimento Local (UDL) do Sebrae. “Observando o balanço da entidade, em um período de seis meses a associação gerou uma receita líquida superior a R$ 3.000,00. Isso representa um avanço muito grande, já que em todo inicio de atividade os lucros são modestos. É destacável também a participação da própria comunidade, seja na fabricação da polpa, como na compra de matérias primas, que são as frutas produzidas na região. Outro fator positivo é que o empreendimento está melhorando as condições econômicas, financeiras e sociais do próprio jovem”, destaca.
A fabrica de polpa é uma ação do Sebrae em parceria com a Codevasf e o Pronese. Informações na UDL, telefone (79) 2106-7727. Os interessados em fazer encomendas de produtos ou conhecer o processo de fabricação da polpa, podem visitar a sede da Polpfrut no povoado Santa Cruz, em Propriá.

Comentários