Emprego com carteira assinada recua em julho, aponta Fies

0

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico (FIES/UFS), sobre o emprego assalariado com carteira assinada, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do MTE, apontou que o saldo entre admitidos e desligados no estado chegou a 1.675 empregos no mês de julho. Esse resultado é 24,8% menor que o aferido em julho do ano passado, quando foram gerados 2.228 novos postos de trabalho.

Apesar do resultado negativo no comparativo anual, houve crescimento de 62,9% quando se compara o resultado do saldo entre admitidos e desligados de julho com junho deste ano.

No sétimo mês do ano, todos os setores de atividades em Sergipe apresentaram saldo positivo na geração de empregos, conforme análise do Boletim. Porém os setores que mais influenciaram no desempenho do mês de julho foram à indústria de transformação (+ 501 postos), serviços (+ 465 postos), comércio (+ 263 postos), construção civil (+ 253 postos) e agropecuária (+ 152 postos).

Acumulado do ano

De janeiro a julho deste ano, o acumulado do saldo entre admitidos e desligados soma 5.163 empregos em Sergipe, apresentando uma retração de 38,5% em relação ao estoque de empregos dos sete primeiros meses de 2010 (8.395 empregos). Nos últimos doze meses (agosto/2010 a julho/2011), o saldo entre admitidos e desligados chegou a 16.031, número 19,5% abaixo do verificado nos doze meses imediatamente anteriores (agosto/2009 a julho/2010).

Emprego nos Municípios

No sétimo mês de 2011, os principais municípios que contribuíram para o resultado do mês foram Simão Dias (+ 454 postos), Aracaju (+ 357 postos), Nossa Senhora do Socorro (+ 174 postos), São Cristóvão (+ 116 postos) e Estância (+ 108 postos).

Fonte: FIES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais