Emprego formal em Sergipe apresenta queda

0

De acordo com o levantamento feito pelo Departamento Intensindical de Estudos e Estatísticas (Dieese) com base nos dados do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), o nível de emprego formal no Estado de Sergipe registrou uma queda de -0,39%, no mês de maio de 2009. Foram admitidos 6.350 trabalhadores assalariados com carteira assinada e desligados 7.221, gerando um saldo negativo de -871 trabalhadores.

Em maio de 2009, os setores que mais geraram emprego formal foram Serviços (+0,21% ou +200 postos), Comércio (+0,03% ou +14 posto), Serviços Industrais de Utilidade Pública (+0,36% ou +11 posto). Tiveram saldo negativo os setores da Agropecuária (-4,51% ou -468 postos), a Indústria de Transformação (-1,33% ou -467 postos), e a Construção Civil (-0,71% ou -157 postos).

O saldo do emprego em Aracaju foi positivo, com um aumento de +0,18%, percentual que representou a geração de 249 novos postos de trabalho formais. Com esse resultado, o acumulado nos primeiros cinco meses do ano totalizou (+0,62% ou +839 posto).

Fonte: Dieese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais