Empresário sergipano continua confiante

0

Empresários serigpanos estão mais confiantes (Foto: Márcio dantas/ASN)
No mês de Setembro de 2010, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) atingiu 67,7 pontos, indicando grande confiança dos empresários, especialmente nas empresas de pequeno porte, entre as quais o índice foi de 68,6. O índice foi praticamente igual ao do mês anterior, que registrou 67,6 pontos. No geral, os empresários mostraram-se mais confiantes em relação às expectativas do que com as condições, cujos indicadores foram 72,7 e 57,6 pontos respectivamente.

Apenas no indicador relativo às Expectativas da Empresa a avaliação foi igual para todos os empresários. Em todos os demais itens avaliados, os empresários das empresas de pequeno porte mostraram-se mais confiantes do que os das empresas de médio e grande porte.

A mesma avaliação foi realizada em níveis regional e nacional, e observou-se que em Sergipe, os empresários estão menos otimistas com as condições da economia e de suas empresas do que no Nordeste e no Brasil. O Indicador de Condições foi de 57,6 pontos para Sergipe, enquanto para o Nordeste e para o Brasil foram de 60,7 e 58,4 respectivamente.

Já em relação às expectativas, os empresários sergipanos estão bastante otimistas. O índice medido para o estado foi de 72,7, contra 70,3 e 65,8 pontos no cálculo para o Nordeste e para o Brasil, respectivamente.

De acordo com os resultados obtidos na Sondagem Industrial de Agosto de 2010, o volume da produção das indústrias em Sergipe teve um aumento considerável de quase 4 pontos em relação ao mês anterior, ficando em 56,1 pontos (valores acima de 50 pontos indicam aumento da produção da indústria), tendo o maior crescimento ocorrido nas empresas de médio e grande porte, que atingiram 57,8 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (UCI), por sua vez, embora tenha apresentado melhora em relação ao mês anterior, que registrou 47,6 pontos, ainda está abaixo da linha divisória dos 50 pontos. Nas pequenas empresas esse indicador foi positivo, tendo sido registrados 52,5 pontos, apenas 0,2 ponto a menos que o mês anterior.

Os estoques foram considerados abaixo do nível desejado, com índice de 49,4 pontos. As perspectivas para os próximos seis meses para demanda por produtos e para compra de matéria-prima são positivas (estão acima dos 68 pontos), enquanto as perspectivas de exportação permaneceram estáveis, com 50,6 pontos, apenas 0,6 ponto superior às expectativas no mês precedente.

Comparando com os indicadores medidos para o Nordeste e para o Brasil, os resultados de Sergipe, foram inferiores aos medidos para os níveis regional e nacional no que diz respeito ao Nível de UCI e Nível de Estoques, e foram superiores no que diz respeito às expectativas, com exceção das expectativas quanto à quantidade exportada nos próximos seis meses, em que no Nordeste o indicador atingiu 57,1 pontos, no Brasil, 51,4 e em Sergipe 50,6 pontos.

Fonte: Fies/Unicom

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais