Empresários das Indústrias cobram melhorias no Distrito Industrial de Socorro

0

Além de inaugurar associação, governador visitou quatro indústrias
Na manhã desta sexta-feira, 11, o governador em exercício Belivaldo Chagas, acompanhado do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo, Jorge Santana, participou da inauguração do escritório da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Socorro (Assedis).

Apesar de a solenidade possuir um propósito, representantes do empresariado local aproveitaram a ocasião para reivindicar ao Governo do Estado melhorias na infraestrutura do Distrito Industrial de Socorro (DIS), que possui deficiências na distribuição de água, no esgotamento sanitário e no transporte público.

Representantes dos empresários cobraram melhorias no DIS
O presidente da Assedis, Aloísio Abreu, ressaltou ainda a necessidade de revitalização do pólo industrial, que possui 20 anos. “Precisamos reservar as áreas restantes nesse distrito para atividades estritamente industriais. Além disso, precisamos também ampliar a construção de galpões para pequenas empresas que querem investir, mas não dispõem de tantos recursos”, cobrou.

O mesmo discurso foi proferido pelo prefeito do Município de Socorro, Fábio Henrique, no que compete às reivindicações. Entretanto, ele adotou um tom mais otimista ao ressaltar os frutos da parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado, não só nas obras de recapeamento nos 36km de pista que dá acesso ao DIS, como os investimentos no Hospital José Franco, e na pavimentação de avenidas em outros bairros da cidade.

“”Qualidade de vida” deve passar das pontes”, disse Fábio Henrique
“A prefeitura gostaria muito de trabalhar mais, mas temos feito o que é possível. O que queremos é que a ‘qualidade de vida’ também ultrapasse as pontes”, disse o prefeito.

Crise não afastou indústrias

Já o secretário Jorge Santana preferiu ressaltar em seu discurso aspectos mais positivos ao mencionar que Sergipe voltou a fomentar o surgimento de indústrias. Segundo ele, há uma grande tendência de até o fim da atual gestão a meta de 100 novas indústrias instaladas no Estado ser cumprida. “Hoje já estamos com 60 novas empresas instaladas, 40 em processo e em janeiro teremos entre 20 e 40 novas indústrias. Nem mesmo a crise afastou qualquer uma daqui”, lembrou.

Jorge Santana ressaltou o número de indústrias instaladas nos últimos anos
Ainda de acordo com Jorge Santana, na busca pelas melhorias solicitadas deve ser estabelecida uma parceria entre a Prefeitura e o Estado. “Precisamos nos somar porque o que se investe aqui retorna em emprego”, reforçou.

Para encerrar a cerimônia, o governador Belivaldo Chagas reconheceu a necessidade de maiores investimentos não só no DIS, mas em todo o Município de Nossa Senhora do Socorro. “Aqui temos o distrito industrial que mais cresce. O diálogo para discussão das melhorias está aberto”, disse.

Belivaldo acrescentou que o nível de confiança do empresariado no Governo é grande e que nunca houve um momento tão propício às indústrias como o atual. “Nós estabelecemos uma nova forma de atrair essas empresas, que não está mais baseada apenas em benefícios fiscais. Nós atualmente estamos pensando, principalmente, em termos de infraestrutura”, finalizou.

Depois da inauguração da Assedis, o governador visitou as instalações das empresas Alterburg, Tritex, Central do Aço e Pré-Moldados J&A. Juntas, as organizações criarão 510 novos postos de trabalho nos próximos meses.

Por Diógenes Souza e Carla Sousa

A matéria foi alteradas às 15h de 11/12 para correção do nome de Aloísio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais