Empréstimo consignado ficará mais caro com reajuste do IOF

0

O empréstimo pessoal mais em conta – o consignado – também sofrerá um reajuste, com o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Conforme divulgou a Receita Federal, a cobrança extra de 0,38% sobre o financiamento tomado, bem como o aumento da alíquota diária do imposto de 0,0041% para 0,0082%, são aplicados desde 3 de janeiro, dia da publicação do Decreto 6.939.

O empréstimo consignado tem juro médio mensal de 2,15%, já o crédito pessoal convencional tem juro mensal de cerca de 5%. Caso a pessoa obtenha um empréstimo por um ano e meio, por exemplo, o IOF incidirá apenas sobre 365 dias, porque o imposto é limitado a um período de um ano, o que dá 3% ao ano. Antes da modificação, a percentagem máxima era a metade, 1,5% ao ano. Dessa forma, com a cobrança extra de 0,38%, o juro anual será de 3,38%.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais