Emsetur lança novo Portal de Turismo

0

Apresentação do site reuniu trade turístico sergipano
No primeiro ‘Café com Trade’ de 2010, realizado na manhã desta quinta-feira, 14, a Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), anunciou aos representantes da cadeia hoteleira local o novo portal do turismo sergipano, uma reformulação do site ‘Turismo Sergipe’. A iniciativa visa, segundo o diretor de operações do órgão, Diego da Costa, promover o turismo sergipano através da integração do site com as principais ferramentas de comunicação da internet.

“A Emsetur, seguindo o exemplo de outros estados, agora adentra essa área. A idéia é que haja uma interatividade maior com os turistas e, assim, Sergipe ser promovido como destino”, explicou. De acordo com Diego, o sergipano também é alvo do novo portal, pois pode conhecer ainda mais os destinos. “Esse site é do turismo sergipano, não é do Governo”, ressaltou.

Diego reforçou a importãncia da internet para promover o turismo
O novo site, que poderá ser acessado daqui a 15 dias através do endereço http://www.turismosergipe.net, teve aprovação dos representantes dos hotéis que estavam na reunião. O gerente de um dos empreendimentos localizados na orla de Atalaia, Wellington Leite, ressaltou que web é um importante local de buscas por quem costuma viajar. “Na verdade é uma forma de se divulgar o turismo para vários segmentos. Quem quer viajar, sempre busca informações preliminares na internet”, disse.

A medida, inclusive, pode ser tomada como um acréscimo a tudo o que já vem sendo feito no sentido de consolidar Sergipe como um grande centro turístico. “Muita gente de fora comenta sobre a visibilidade que estamos ganhando e elogia como esse trabalho vem sendo feito. O turismo vem crescendo muito, sem dúvida”, comenta o gerente. Se fosse dar uma nota ao tudo o que vem sendo feito nesse sentido, Wellington diz que daria oito.

Wellington diz que Sergipe vem ganhando visibilidade
Atendimento

O resultado só não é maior por um problema que é queixa constante de turistas – e dos próprios aracajuanos – que visitam principalmente a capital: a conscientização dos profissionais envolvidos em toda a cadeia turística. Em um termo: atendimento. “A cidade precisa construir uma cultura turística. O bom atendimento deve existir no bar, no hotel, com os taxistas, garçons e até flanelinhas”, sugere Wellington.

Para ele, o Poder Público tem feito a sua parte, principalmente no que se refere a treinamentos. “Há um empenho grande nesse sentido”, confirmou. O diretor de operações da Emsetur assevera a tese de Wellington quanto à conscientização. “O turista deve ser pensado como ator principal”, revela Diego da Costa. Ele acrescenta informando do ineditismo de investimentos em formação. Em 2009 foram capacitados mais de 400 profissionais. Para 2010 a expectativa é de um número bem maior.

Para ele, o problema do atendimento em destinos que não ganharam força é natural. “Mas não podemos fechar os olhos. Falta o entendimento e a responsabilidade de todos os envolvidos. O turismo não pode ser encarado como gasto, mas, sim, como investimento”, afirma.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais