Entregadores de apps vão a Brasília em busca de direitos trabalhistas

0
Entregadores se reuniram com o ministro da Casa Civil, Braga Netto (Foto: Henrique Dantas)

Em busca por direitos trabalhistas, entregadores de aplicativos têm feito uma agenda de mobilização em Brasília. Uma das reivindicações da categoria é a aprovação do PL-1665/2020, que trata sobre os direitos dos entregadores durante a pandemia. Segundo o sergipano e organizador da mobilização à frente nacional, Henrique Dantas, está prevista para esta quarta-feira, 16, uma reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Em nota divulgada nas redes sociais, os trabalhadores afirmam que a viagem à Brasília mostrou que a categoria não está disposta a desistir. “Desde o último 8 de julho, quando o presidente da Câmara, em reunião online com as lideranças dos entregadores, se comprometeu a pautar um projeto de lei por melhores condições de trabalho, o movimento espera por uma solução concreta”, destaca o movimento.

Entre os pedidos do Projeto de Lei 1665/2020, os trabalhadores solicitam que a empresa de aplicativo deve assegurar aos entregadores afastados em razão de acidente ou por suspeita ou contaminação pelo coronavírus (Covid-19), a assistência financeira durante o período de afastamento necessário para a recuperação do trabalhador. Caberá ainda a empresa fornecer equipamentos de segurança para evitar o contágio do coronavírus.

Ainda de acordo com a categoria, a pressão em Brasília deu resultado, já que o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) se comprometeu em fazer uma nova reunião com os entregadores na manhã dessa quarta-feira, 16. “Uma conquista muito significativa para os entregadores que deixaram suas casas e famílias para lutar pelos seus direitos”, pontua o movimento.

por João Paulo Schneider 

Comentários