Escolas sergipanas serão contempladas com cisternas

0
Encontro aconteceu nesta sexta-feira, 27 (Fotos: Portal Infonet)

Cerca de 84 escolas da rede pública de ensino de Sergipe serão beneficiadas com a instalação de cisternas. Ao todo 16 municípios do interior sergipano serão contemplados com as cisternas, após censo escolar realizado pelo Governo Federal.

A instalação da cisterna irá durar 12 meses e será construído pela Associação Mão no Arado de Sergipe (Amase), após recurso captado pela Articulação do semiárido (ASA). A construção de uma cisterna sairá em torno de R$ 6 mil reais.

Os municípios sergipanos contemplados são: Amparo de São Francisco, Canindé de São Francisco, Carira, Frei Paulo, Gararu, Macambira, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora Aparecida, Pinhão, Poço Redondo, Poço Verde, Porto da Folha, Ribeirópolis, São Miguel do Aleixo, Simão Dias e Tobias Barreto.

Durante o encontro realizado em um hotel na Orla de Atalaia nesta sexta-feira, 27, gestores municipais e secretários de educação participaram do encontro e puderam conhecer um pouco sobre o projeto.

De acordo com o coordenador do projeto no Estado, Valdeci Xavier, os gestores terão conhecimento sobre como se dará o projeto. “Hoje aqui vamos fazer a apresentação dos projetos onde as escolas serão implementadas e explicar aos secretários de educação como vai funcionar o projeto. O objetivo é construir, trazer informação e formação a comunidade escolar aos professores, alunos e comunidade. Hoje vamos assinar esse documento de termo de parceria entre a associação Mão no Arado e as prefeituras para que haja total transparência na construção dessas cisternas".

Valdeci Xavier diz que os gestores terão conhecimento do projeto 

José Luciano e Helena da Silva são do município de Carira 

As cisternas serão edificadas em um período que durará cerca de 12 meses. "Já estamos nos mobilizando e fazendo o reconhecimento das escolas. Durante a construção, teremos capacitação sobre o gerenciamento de recursos hídricos que vai envolver professores, pais de alunos e a comunidade, pois a gente quer levar a cisterna na escola e também cidadania, a preservação com o meio ambiente e o cuidado com a água", garante Valdeci Xavier.

Carira

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Carira, Helena da Silva e o secretário de políticas do Sindicato, José Luciano Bastos de Souza, o município de Carira será um dos contemplados. “14 escolas irão receber as cisternas e é importante porque lá é muito carente e não temos onde guardar essas água. Já no próximo mês carira começará a receber as cisternas”, afirmam.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais