Especialista dá dicas de como economizar energia em casa

0
Coordenador de Eficiência Energética da Energisa Sergipe, Pedro Lins (Foto: arquivo pessoal)

A escassez de chuva nos principais mananciais e reservatórios das usinas hidrelétricas provocou uma redução do volume de água disponível para a geração de energia no país. Devido a isso, o Operador Nacional de Sistemas (ONS) precisou acionar as usinas termelétricas e consequentemente o custo para a produção de energia aumentou e pesou no bolso do consumidor. Por isso, para quem deseja não se assustar com o valor da conta de energia ao final do mês, o coordenador de Eficiência Energética da Energisa Sergipe, Pedro Lins, dá algumas dicas de como economizar.

“É importante que a população tenha alguns hábitos de consumo, não apenas porque estaria contribuindo com a eficiência energética, mas também pela redução do valor da conta de energia”, explica Pedro. 

Pedro lista alguns hábitos de consumo que são  importantes para evitar um grande impacto no valor da conta de energia elétrica ao final do mês, são eles:

  • Substituir as lâmpadas antigas do tipo incandescente, halógenas e fluorescentes por lâmpadas de LED
  • Apagar as luzes dos ambientes que não estão sendo usados
  • Verificar se a borracha da porta da geladeira está fazendo a vedação correta, para que o eletrodoméstico não consuma mais energia para manter o ambiente interno refrigerado
  • Reduzir o uso do ferro elétrico
  • Reduzir o uso do chuveiro elétrico, optar por banhos frios
  • Manter portas e janelas fechadas em ambientes refrigerados pelo ar-condicionado
  • Ligar a máquina de lavar em sua capacidade máxima, para evitar liga-la mais vezes durante a semana
  • Desligar TVs, videogames, notebook e computadores quando não estiver em uso
  • Desligar o ventilador quando não estiver sendo usado
  • Evitar o uso de sanduicheiras, churrasqueiras elétricas e microondas
  • Evitar o uso de secadores, modeladores e chapinhas

De acordo com o especialista, os vilões da economia são o chuveiros elétrico e o ar condicionado. “Esses eletrodomésticos estão entre os mais consumidores de energia, devido ao longo período de uso. Por isso, é importante evitar a utilização em excesso, principalmente, das 17hàs 20h30, que são os horários de pico, ou seja, momento em que o sistema está funcionando com maior demanda”.

Desconto

No dia 23 de agosto, o Governo Federal publicou uma portaria estabelecendo as diretrizes do Programa de Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica (RVD), com a finalidade de incentivar a redução do desperdício de energia elétrica.

Para cada 100KWh reduzido o consumidor receberá um desconto de R$50 na sua fatura de janeiro de 2022. O programa visa ter um patamar de redução mínimo de 10% e no máximo 20% de setembro a dezembro, em relação ao mesmo período no ano passado.

Por Luana Maria e Verlane Estácio com informações da Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais