Evento marca comemoração do 45º aniversário do Incra

0
(Foto: Ascom Incra)

Apresentações culturais de comunidades quilombolas e agricultores assentados e a exposição e comercialização de produtos oriundos da reforma agrária marcarão na próxima quinta-feira,9, em Aracaju, a comemoração pelos 45 anos de existência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O evento, que acontece a partir da 9 horas da manhã, na própria Superintendência Regional da autarquia federal, em Aracaju, destacará a importância do trabalho realizado pelos agricultores e a qualidade dos produtos desenvolvidos nos assentamentos implantados pelo Incra em Sergipe e em uma área composta por 16 municípios baianos que fazem divisa com o estado.

“Além de comemorar os 45 anos de atuação do Incra e toda a sua contribuição na promoção do desenvolvimento social no meio rural, essa exposição também nos dá a oportunidade de apresentar à população uma amostra da diversidade e da qualidade dos produtos dos nossos assentamentos”, afirmou André Luiz Bomfim Ferreira, superintendente regional do Incra em Sergipe (Incra/SE).

Dentre as atrações do evento, que será animado por uma banda de pífanos composta por agricultores assentados, estão as apresentações de dança de grupos tradicionais quilombolas, a exposição de peças artesanais, produtos agroecológicos e agroindustrializados, além da degustação de doces e alimentos produzidos nos assentamentos.

O Incra

Responsável por todas as ações relacionadas à execução do Programa Nacional de Reforma Agrária, ao ordenamento fundiário e à identificação, delimitação e titulação de territórios quilombolas, o Incra atua em todo o território nacional, apresentando uma estrutura com 30 superintendências regionais.

Em Sergipe, a unidade regional da autarquia, que responde também por uma área composta por 16 municípios baianos, possui 12 Salas da Cidadania, que levam ao interior todos os serviços prestados pelo Instituto.

Além do atendimento a proprietários rurais por meio da emissão de documentos (como o Certificado de Cadastro de Imóvel Rural – CCIR, por exemplo), a Superintendência Regional do Incra em Sergipe é responsável pelas ações que definirão os territórios de 29 comunidades quilombolas espalhadas pelo estado, onde vivem 5169 famílias cadastradas.

Na reforma agrária, sua mais abrangente área de atuação, o Incra responde pela obtenção de imóveis rurais que não cumprem a função social da terra, o assentamento de famílias de agricultores e a promoção do desenvolvimento desses projetos assentamento.

Somente na área de jurisdição da sua superintendência regional sergipana, foram obtidos pelo Incra 198,9 mil hectares de terras, que serviram à implantação de 235 projetos de reforma agrária, que abrigam , atualmente, a 10.652 famílias de agricultores.

Em todo o país, a autarquia já obteve 88,3 milhões de hectares, implantou 9256 projetos de reforma agrária e assentou a 968,8 mil famílias.

Fonte: Ascom Incra

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais