Ex-funcionários da VCA acampam no TRT

0
Funcionários demitidos protestam em frente ao TRT (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Motoristas, cobradores e pessoal da manutenção demitidos da empresa Viação Cidade de Aracaju (VCA) acamparam em frente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) na manhã desta segunda-feira, 25. Eles explicam que o ato se caracteriza como forma de sensibilizar juízes e desembargadores para exigir que a empresa faça quitação das rescisões trabalhistas que estão pendentes há cerca de um ano, segundo os manifestantes.

O grupo informou que os funcionários foram demitidos e está recebendo tratamento diferenciado de servidores contratados por outras empresas do mesmo grupo que operam no mesmo ramo de transporte coletivo na capital baiana. “Por que lá, na Bahia, a empresa do mesmo grupo foi vendida e eles pagaram as rescisões em 30 dias e aqui já tem mais de um ano e nada foi pago?”, questiona o motorista Paulo Freitas dos Santos.

Enilson: ansioso pelo leilão

O motorista Enilson Barbosa informou que a mobilização realizada na manhã desta segunda-feira, 25, em frente ao TRT seria um ato para sensibilizar os juízes e desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para dar continuidade ao leilão dos bens da empresa e que os recursos sejam destinados para a quitação dos débitos trabalhistas. “O pessoal está aflito, desempregado e sem receber as rescisões”, justificou o motorista Enilson Barbosa.

Segundo Elenilson, o processo judicial está em fase final e a categoria aguarda com ansiedade os resultados para que os bens da empresa sejam leiloados para quitar as obrigações trabalhistas. “Estamos sabendo que eles estão se movimentando para impedir o leilão e não é justo que isso aconteça porque já esperamos por mais de um ano”, comentou Enilson.

Ex-funcionários tentam sensibilizar juízes do TRT

O Portal Infonet tentou ouvir a VCA e não obteve êxito. O Portal permanece à disposição da empresa. Informações devem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais