Exportações sergipanas totalizaram US$ 6,9 milhões, em novembro

0
Os principais destinos dos produtos exportados pelo estado foram Países Baixos/Holanda, Bélgica e Estados Unidos. (Foto: Pixabay)

Análise realizada pelo Centro Internacional de Negócios – CIN/SE, da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), com base nos dados do Comex Stat, sistema para consultas e extração de dados do comércio exterior brasileiro, disponibilizado pelo Ministério da Economia, apontou que as exportações sergipanas, em novembro deste ano, somaram aproximadamente US$ 6,9 milhões.

No período analisado, dentre os 114 produtos sergipanos destinados ao mercado internacional, destacaram-se Suco (sumo) de laranja, não fermentados, sem adição de álcool, com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes, congelado, totalizando aproximadamente US$ 2,8 milhões em exportações – responsável por 40,3% do valor das exportações –, seguido de Outros sucos de abacaxi (US$1,3 milhões) e Outros calçados cobrindo o tornozelo, parte superior de borracha, plástico (US$ 611,7 mil). Esses três produtos juntos compreenderam 68,5% da pauta de exportações do estado, no mês analisado.

Os principais destinos dos produtos exportados pelo estado foram Países Baixos/Holanda (US$ 3 milhões), Bélgica (US$ 920,3 mil) e Estados Unidos (US$ 696,8 mil).

Importações sergipanas em novembro/2021

No mês passado, as importações totalizaram US$ 24,2 milhões, com a aquisição de 282 produtos dos fornecedores internacionais.

Dentre esses produtos, destacaram-se as compras de Outros cloretos de potássio, com US$ 12,8 milhões – responsável por 53,1% das importações; Outros tubos flexíveis de ferro ou aço, com aproximadamente US$ 2,4 milhões; e Máquinas para fiação de matérias têxteis (US$ 1,3 milhão).

Quanto à origem dos produtos adquiridos, os principais países fornecedores foram Rússia (US$ 12,8 milhões), Dinamarca (US$ 2,4 milhões) e China (US$ 1,6 milhão).

A balança comercial fechou o mês de novembro com saldo negativo de aproximadamente US$ 17,3 milhões. Esse saldo resulta da diferença entre o montante de exportações e importações no período.

Fonte: NIE/FIES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais