Extração de petróleo e gás foi a principal atividade de SE em 2019

0
Setor de petróleo e gás natural em relação a 2010, manteve-se como uma das 3 principais atividades no estado. (Foto: Arquivo/ Agência Brasil)

A Pesquisa Industrial Anual – PIA Investiga informações sobre as características estruturais básicas do segmento empresarial da atividade industrial no País, investigando a empresa industrial formalmente constituída, isto é, aquela registrada no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ, da Secretaria da Receita Federal, e cuja principal fonte de receita seja a atividade industrial.

A pesquisa realiza o levantamento de diversas informações econômico-financeiras: receitas; valor da transformação industrial; número unidades locais e pessoal ocupado. Uma parte da pesquisa visa a investigação do ranking de produtos produzidos na indústria. Confira os resultados para Sergipe.

As três principais atividades econômicas industriais em Sergipe no ano de 2019 foram a Extração de petróleo e gás natural, fabricação de produtos alimentícios e fabricação de produtos químicos. É importante ressaltar que o setor de petróleo e gás natural (que representa 33% do valor de transformação) em relação a 2010, manteve-se como uma das 3 principais atividades no estado. O setor de Fabricação de produtos alimentícios teve um aumento de participação, saindo de 10,3% em 2010 para 22,4% em 2019 e o setor de Fabricação de produtos químicos entrou para a análise como um dos três segmentos econômicos mais importantes em 2019. Em 2010, era o setor de Extração de minerais não-metálicos que estava nessa composição dos três setores principais da indústria no estado.

Principais atividades econômicas industriais de Sergipe em 2019

A fabricação de produtos minerais não-metálicos foi a quarta atividade econômica com maior relevância no valor de transformação (6,7%), ocupando 11% de todo o pessoal ocupado na indústria. Em relação aos salários e outras remunerações, o valor chegou a pouco mais de R $102 milhões.

Em 10 anos, o número de unidades locais da indústria aumentou 15,4%

Em 2019, o total de unidades locais industriais em Sergipe foi de 1.017, número maior em 2,6% em comparação com 2018 (991) e de 15,4% em relação a 2010, quando havia um total de 881 unidades. Neste aspecto, as indústrias de transformação compreendem 96,9% do total de unidades, ou 986 empresas em 2019.

Em 10 anos, houve um aumento de 16% nas indústrias de transformação, mas na comparação entre 2018 e 2019 houve uma perda de 39 empresas. Já as indústrias extrativistas apresentaram um total de 31 empresas em 2019, com queda de 13 empresas em relação a 2018. Em relação a 2010, o número manteve-se estável. A pesquisa também investigou as empresas pelo número de pessoas ocupadas. No estado, 250 indústrias possuem 30 ou mais funcionários, com um total de 33.016 pessoas ocupadas.

Em 2019, mais de 40,6 mil pessoas estavam ocupadas na indústria

Em 2019, 40.604 pessoas estavam ocupadas na indústria, sendo que este número representa uma queda de 2.023 pessoas em relação a 2018. Só nas indústrias de transformação existe um total de 38.404 pessoas ocupadas em 2019, número que representa uma queda de 1.978 pessoas na comparação com 2018. O mesmo ocorreu na indústria extrativista que saiu de um total de ocupados de 2.245 em 2018 para 2.200 em 2019.

Na comparação entre 2018 e 2019, as indústrias extrativistas tiveram um aumento dos salários, retiradas e remunerações em quase 6 milhões de reais

Em relação às indústrias, em 2019, o total de valor com salários, retiradas e outras remunerações foi de R$ 1,2 bilhão, valor cerca de R$ 27,2 milhões a menos do que em 2018. No caso da indústria extrativista, o valor total registrado foi de R$ 388,8 milhões, o que representa R$ 5,8 milhões a mais na comparação com 2018. Por outro lado, as indústrias de transformação, na comparação entre os anos, tiveram uma queda de R$ 33,1 milhões, chegando ao total de R$ 835,3 milhões.

Apesar do resultado negativo na comparação entre 2018 e 2019, em uma análise de 10 anos, o cenário na indústria de transformação mostrou um aumento de 104,6% no valor total dos salários, retiradas e remunerações, enquanto que a indústria extrativista teve uma queda de 42,7% neste período.

Em relação à receita líquida de vendas, as indústrias em Sergipe tiveram um total de R$ 8,9 bilhões. Este número representa R$ 184,7 milhões a menos na comparação com 2018. Nas indústrias extrativistas houve um aumento de R$ 582,1 milhões em 2018 para R$ 665,8 milhões em 2019, com perda na indústria de transformação, saindo de R$ 8,5 bi em 2018 para R$ 8,3 bi em 2019. Este aumento de receita na indústria extrativista pode se dar pelo fato de que a extração de petróleo e gás natural representou a maior participação no valor da indústria.

Fonte: IBGE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais