Feira de Sergipe 2015: Sucesso de público e negócios

0
(Foto: Ascom Sebrae)

A Feira de Sergipe superou as expectativas da organização, com 194.011 visitas durante os 16 dias o evento, dando uma média de 12.125 visitas por dia. Vale destacar que do total de visitantes 63% são de sergipanos e 37% de outros estados. A Feira foi realizada na Orla de Atalaia, de 10 a 25 de janeiro, entrada gratuita. O objetivo é valorizar a cultura sergipana, com destaque para o artesanato, folclore, música da terra, quadrilhas juninas e os pequenos negócios.

Segundo Emanoel Sobral, superintendente do SEBRAE, a feira teve mais de 70 apresentações, envolvendo a participação de mais de 1.400 artistas locais, entre músicos, integrantes dos grupos folclóricos e quadrilhas juninas. “As pessoas estavam interessadas em ter acesso à cultura sergipana e ao artesanato. O número de visitantes da feira de 2015 foi superior em 20% aos visitantes da feira do ano passado”, destaca o superintendente do SEBRAE.

Pesquisa 

Outro ponto interessante é que o SEBRAE realiza duas pesquisas durante o evento, uma com os visitantes e outro com os expositores. A pesquisa com o expositor acontece em dois momentos, uma no início da feira onde é questionada a expectativa de negócios, e outra no final do evento, para averiguar se a expectativa foi atingida. Entre os visitantes, 90% aprovaram o evento e 77,40% afirmaram ter comprado algo na feira.

Conforme dados da pesquisa, a décima sexta edição foi a melhor, com destaque para a organização do evento, novo layout, limpeza, banheiros, público visitante e negócios. Vale destacar que 74% dos expositores afirmaram que a Feira foi de boa a ótima em termos de vendas, com mais de R$ 1.500.000,00 em negócios firmados durante os 16 dias do evento. “Sem falar nas encomendas que são geradas em consequência da feira, pedidos que se transformam em parcerias comerciais gerando trabalho para o artesão para o resto do ano”, explica Emanoel Sobral.

É o que confirma o empreendedor Deoclides Neto. “Esse ano gostei muito da organização, que continue dessa forma e a cada ano melhore ainda mais. Minhas expectativas foram superadas, o evento foi ótimo, o layout como arrumaram os estandes está bem melhor, permitindo que os visitantes percorram toda a estrutura do evento”, destaca. Neto, como é conhecido, em parceria com sua esposa Maria Aparecida, são proprietários da Baguinho de Jaca –  Ateliê de doces silvestres.

Já o artesão José Antônio Gomes, que trabalha com moveis rústicos feitos com troncos de velhas jaqueiras, está presente em mais de dez edições e mais uma vez nos primeiros dias do evento tinha vendido todo o estoque do estande, além de varias encomendas geradas em consequência do evento que serão atendidas depois da feira. “Estou presente desde a terceira edição, a Feira da visibilidade, ajuda a vender meus produtos dentro e fora do Estado. Todos os anos faço ótimos negócios durante o evento, além das encomendas que geram para o ano de 2015”, explica.

Realização

A organização do evento está sob a responsabilidade da equipe do SEBRAE, apoio Governo do Estado, Prefeitura de Aracaju, Cia Aprender, Fecomércio e Infonet. Informações na Unidade de Soluções Empresariais do SEBRAE, telefones (79) 2106-7721 e 2106- 7752.

Fonte: Ascom Sebrae

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais