Feirantes adotam serviço de Delivery  para não deixar clientes na mão

0
Feirantes estão entregando produtos na casa dos clientes enquanto as feiras estão suspensas (Foto: Arquivo / Felipe Goettenauer)

Com a suspensão da realização das feiras livres em Aracaju desde a ultima terça-feira, 24, os feirantes da capital estão se virando como podem para atender aos clientes e manter o faturamento. Uma das opções encontradas por alguns feirantes foi a entrega domiciliar, o famoso delivery.

Etevaldo Teles vende seus produtos em quatro feiras livres de Aracaju. Há 25 anos nesse ramo, o feirante disse que é preciso se reinventar nesse momento de crise. “ Entendemos que o momento é de crise, é complicado e que devemos nos proteger, mas também precisamos ganhar nosso dinheiro, por isso, a partir de amanhã (26) vou começar a entregar os produtos na casa dos clientes”, diz.

O feirante conta que comunicou aos clientes que as feiras ficariam suspensas por pelo menos 15 dias e ofereceu o serviço. “Vamos fazer isso com os clientes mais antigos, aqueles que compram sempre em minha barraca. Fiz uma lista desses clientes, vamos separar os produtos que eles pediram e vamos entregar na casa deles. Eu estou fazendo isso e sei que mais umas 10 pessoas estão fazendo isso também. É bom para a gente e para o cliente também”, aponta.

Etevaldo afirma que não vai se descuidar  e vai adotar medidas de segurança durante as entregas. “Vou usar máscara, luvas, tenho álcool gel na bolsa  e vamos evitar o contato com o cliente. Em condomínios vamos deixar as sacolas na portaria e nas casas vamos manter o distanciamento e a higiene”, garante.

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) suspendeu a realização das feiras livres durante os próximos 15 dias, mas, disse que em breve elas voltarão a funcionar, mas precisarão passar por um processo de reestruturação e de adoção das medidas de higienização e distanciamento social.

A Emsurb informou que desde a publicação do decreto que suspendeu as feiras livres, está planejando e elaborando medidas para serem apresentadas ao Comitê de Operação de Emergência (COE), da Prefeitura de Aracaju. A decisão sobre as medidas estará sob a responsabilidade do COE. De acordo com a Emsurb ainda não há previsão para a apresentação, e lembra que, a conclusão deste processo poderá acontecer por ocasião da data estabelecida (por decreto) para o final do período de suspensão das respectivas feiras.

Por Karla Pinheiro

Comentários