Força Sindical diz que juros freiam geração de empregos

0

A Força Sindical criticou o aumento de 0,5 ponto percentual da taxa básica de juros (Selic) promovido Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, na primeira reunião do colegiado na gestão de Alexandre Tombini à frente da autoridade monetária. “Lamentamos profundamente que a produção, o crescimento e a geração de empregos sejam os grandes perdedores com a decisão do Copom”, diz a nota da central.

Segundo a Força, os juros altos são um “forte freio na economia” e “obstáculos” ao desenvolvimento com distribuição de renda. “Tivemos uma desnecessária alta dos juros, que seguem em patamar excessivamente elevados. Juros altos que seguem na contramão da produção, do crédito e do consumo”.

Com a decisão desta noite do Copom, a Selic passou de 10,75% para 11,25% ao ano.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais