Fraude: 373 pedidos de seguro-desemprego são bloqueados

0
373 pedidos de seguro desemprego estão bloqueados (Foto: Arquivo Infonet)

Em Sergipe, atualmente, existem 373 pedidos de seguro-desemprego bloqueados por conta de supostas fraudes. As irregularidades ocorrem por meio da falsificação de dados, como criação de documentos falsos, pesquisa de dados nas redes abertas e criação de falsos vínculos e utilização parcial dos dados do trabalhador. As informações são da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho em Sergipe.

De acordo com o órgão, as fraudes são combatidas pelo Sistema Antifraude do Ministério do Trabalho e pelos setores competentes e ações conjuntas com a Policia Federal e outros órgãos. Segundo a superintendência, não há como identificar fraudadores via sistema, mas presume-se que as ações sejam feitas por pessoas ou grupos organizados.

Com os mecanismos de combate, é possível que o verdadeiro trabalhador receba o benefício e gere uma economia estimada em até R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos em 2017 em todo o país. Em Sergipe, foram R$ 1.782.998,00 que poderiam ter sido desviados, não fosse a intervenção do novo sistema de combate à fraudes.

O sistema Anrifraude também se soma aos utilizados pela Dataprev para a detecção de ilícitos. A ferramenta integra as bases de dados do Ministério do Trabalho, Receita Federal, Caixa Econômica Federal, entre outras. Como o sistema é para todo o Brasil e centralizado no ministério em Brasília. Quando o servidor nas Superintendências suspeita de alguma irregularidade formaliza o processo e encaminha para a sede em Brasília para análise.

Seguro-desemprego

O Seguro-Desemprego (Lei N° 7.998/90) é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art. 7º dos Direitos Sociais da Constituição Federal, e tem por finalidade promover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado, em virtude da dispensa sem justa causa.

Com informações do Ministério do Trabalho

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais