Funcionários dos Correios ameaçam entrar em greve a partir do dia 1º

0
Já os Correios, por sua vez, afirma que as negociações estão em andamento. (Foto: Arquivo Infonet)

O Sintect, órgão colegiado que representa os funcionários dos Correios em Sergipe, convocou a categoria para uma assembleia que será realizada nesta quarta-feira, 31, na sede do sindicato. Segundo o sindicato, o principal assunto da pauta será uma possível deflagração de greve a partir desta quinta-feira, 1º. A categoria alega que os Correios estão oferecendo perdas de direitos ao invés de um bom reajuste salarial. Já os Correios, por sua vez, afirmam que as negociações estão em andamento.

“A proposta foi reduzir nosso auxílio alimentação, nosso adicional noturno e de férias, além da excluir o Vale Cultura, dentre outros direitos”, afirma João Neto, secretário jurídico do Sintect. Ele também considerou que a proposta não chegou a ser surpresa em virtude da onda de cortes que os funcionários vem sofrendo há algum tempo. “Em relação ao nosso salário, o que teve de concreto foi apenas uma proposta de reajuste de 0,8%, ou seja, menos de 1% de reajuste salarial”, lamenta.

Em comunicado, os Correios afirmaram que estão dedicados e comprometidos a fechar o Acordo Coletivo de Trabalho e que já apresentaram uma proposta que garante benefícios aos seus empregados ao mesmo tempo que busca respeitar a capacidade econômico-financeira da empresa. Ainda segundo a estatal, “o processo de negociação com as representações dos empregados continua em andamento, com mediação do TST, e que por esse motivo, a empresa não acredita ser oportuno tratar de greve neste momento”, afirma.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários