Funcionários fazem ato na porta do Parque da Cidade

0

Helder Mota [de crachá] durante o ato na porta do parque (Foto: Portal Infonet)

Os 26 trabalhadores terceirizados que prestam serviço ao Parque da Cidade cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira, 22. Eles garantem estar sem receber salários há quase dois meses. A administração do parque informou que o atraso vem sendo feito pela Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), que não vem pagando à Empresa Barros e Souza.

“Nós estamos fazendo uma paralisação de duas horas para chamar a atenção das pessoas que os funcionários estão sem receber há quase dois meses. É um absurdo o pessoal ter que trabalhar sem receber, com  aluguéis atrasados, cartões, energia, água, sem poder comer, pois até os tickets-alimentação foram cortados. Um deles já teve com a energia cortada. Os funcionários não querem saber quem está atrasando os salários, querem receber porque estão trabalhando. O diretor nos parou ali e disse que o Pau que dá em Chico, dá em Francisco. Isso é uma ameaça aos funcionários que estão brigando pelos seus direitos, ele não devia ameaçar porque o dele está no bolso e dos terceirizados não”, lamenta o representante do Sindicato dos Empregados de Condomínio e Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Urbana de Sergipe (Sindicese), Helder Mota dos Santos lembrando que uma greve não está descartada.

Administração

Ao Portal Infonet, a administração do Parque da Cidade confirmou que os 26 funcionários que trabalham na limpeza, manutenção do zoológico e portaria estão sem receber “porque o diretor administrativo-financeiro da Emdagr, Sérgio Guerra não está repassando. A administração está lutando, mas só a Emdagro pode resolver. Não estamos sabendo de qualquer manifestação no parque e com certeza os funcionários não vão descer para a portaria”.

Sem condições

O proprietário da Empresa Barros e Santos, que presta serviços ao Parque da Cidade informou que a dívida da Emdagro ultrapassa os R$ 140 mil. “Estamos há quatro meses sem receber da Emdagro mais de R$ 140 mil. Nem empréstimo não estou podendo fazer mais até porque a gente vive de lucros e estávamos usando o lucro para não atrasar os salários dos 26 funcionários, mas infelizmente sem a Emdagro pagar não tem como fazer esse repasse. Atrasamos também o pessoal da sede, mas acredito que ainda hoje estaremos regularizando”, explica Denilton Santos.

Emdagro

Na Emdagro, a informação é de que "a responsabilidade com o Parque da Cidade será transferida para a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) e a empresa estará tomando as devidas providências, mas está aguardando uma definição da Casa Civil".

Por Aldaci de Souza

"A matéria foi atualizada às 11:37 para acréscimo de informações por parte da Emdagro.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais