Governador faz um jogo muito perigoso

0

Ao colocar em prática o pagamento de salários especiais, mediante avaliação,  para os profissionais do magistério, aparentemente o governador João Alves Filho (PFL) apenas copiou uma fórmula adotada em alguns países do primeiro mundo, onde os processos avaliativos dos servidores públicos são freqüentes, para garantir a qualidade no atendimento aos anseios do povo. Compensar quem trabalha bem é bom, é estimulante.

Mas será que dos mais de 16 mil professores apenas 1,9 mil estão qualificados para o exercício da profissão ou o governo tentou, com a medida, dividir a categoria, que até então ouvia apenas os recados de sua entidade sindical, o Sintese? Se apostou na divisão do magistério, o governo jogou errado, uma vez que atraiu para si uma clara minoria e irritou a ampla maioria do professorado, além – isso está bem evidente – de despertar o interesse de outras categorias profissionais para a conquista do 14º e 15º salários que estão sendo propalados.

 

Isso acontecendo, o governador arranjou sarna para se coçar, pois pode provocar a união dos desabonados em torno de uma reivindicação que se tornou aparentemente justa, embora fique o Estado com o direito de também avaliar outras categorias profissionais. A avaliação, por si só, parece ser um instrumento justo para o Estado e decente para o usuário de seus serviços, principalmente quando se trata de segmentos como educação e saúde. A medida pode garantir um maior empenho dos servidores pela qualificação e reciclagem profissional.

 

Isso, não há como negar, é fato positivo e não deve ser motivo de irritação para os servidores, inclusive os policiais militares e civis, que não escondem de ninguém a insatisfação com os baixos salários. A iniciativa mais correta para estimular os desestimulados funcionários, seria pagar melhores salários, cobrar a qualificação e a melhoria da “produtividade”, O que está claro, da forma como a medida foi tomada, é que beneficiar um pequeno grupo em detrimento da maioria desestimula o processo, embora possa até garantir alguns votos e quadros para o partido governista.

Comentários