Governo do Estado anunciará medidas anti-crise

0

Déda: obras são prioridade
As perdas do Governo do Estado em arrecadação do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e em royalties já somam mais de R$ 100 milhões, em decorrência da crise financeira mundial. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 17, pelo governador do Estado, durante o encontro estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Em decorrência disso, o Governo do Estado deve anunciar nos próximos dias, uma série de medidas para impedir que essas perdas alcancem os investimentos em obras.

De acordo com o governador, o enxugamento dos gastos com a máquina pública está sendo feito. “A orientação dada às secretarias de Estado é que mantenham os gastos iguais aos do ano passado”, explicou Déda. Segundo ele, somente em casos onde houve aumento de demanda é que serão admitidos mais gastos. “A Secretaria de Justiça, por exemplo, recebeu dois presídios para administrar, o que demanda mais recursos”, informou o governador.

Redução dos gastos com funcionários comissionados e até mesmo corte de gratificações nos salários dos comissionados existentes, além de economia no uso dos recursos que integram os pontos do pacote de medidas que o Governo deve anunciar na próxima semana. A prioridade do Governo é garantir a continuidade das obras, que estão em andamento.

Por Valter Lima

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais