Greve dos bancários é suspensa em Sergipe

0

Na última terça-feira, os bancários reunidos em assembléia, realizada na sede do Sindicato dos Bancários do Estado de Sergipe (Seeb-SE), decidiram por 102 votos a favor e 78 contra suspender a greve. Eles retornam ao trabalho a partir das 10 horas de hoje. O funcionamento das agências será normal. 

 

Ontem à noite, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou uma proposta ao Comando Nacional dos Bancários. A negociação motivou assembléias em todo o país para a decisão pela continuidade do movimento.

 

A proposta da Fenaban é de reajuste de 6%, abono de R$ 1.700 e participação nos lucros e resultados (PLR) de 80% do salário, mais R$ 800, que vale para os funcionários dos bancos privados e existe, também, o compromisso de ser seguida pelos bancos federais. A PLR do Banco do Brasil já havia sido negociada em outros parâmetros.

 

Segundo o Comando Nacional, a proposta avança porque recupera a inflação do período e garante uma renda imediata com a concessão do abono, além de melhorar no valor fixo da PLR. Ontem, também aconteceram negociações com as comissões do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal (CEF), onde foram discutidas propostas específicas para esses bancos.

 

Agora, faltam avanços nas negociações do Banco do Nordeste (BNB) e no Banco do Estado de Sergipe (Banese). “No caso do Banco do Estado de Sergipe (Banese), acredito que teremos que dar continuidade à pressão junto à direção para abrir as negociações da minuta específica, entregue no dia 1° de setembro. Desde esta data, direção do banco não acenou com nenhuma proposta”, disse Milton Bispo, presidente do Sindicato.

Comentários