Greve: terceirizados paralisam atividades em escolas

0
Cerca de 200 funcionários estão com salários atrasados

Cerca de 200 terceirizados que fazem a limpeza de escolas municipais de Aracaju estão em greve desde a segunda-feira, 29. O motivo é o atraso dos salários referente ao mês de julho e os tickets de alimentação e vale-transporte. De acordo com a categoria, a greve continuará por tempo indeterminado. A empresa Estrela alega que não vem recebendo pagamento da prefeitura.

“A empresa alega que a prefeitura não está fazendo o pagamento dos salários e ela [a empresa] não pode mais sustentar os funcionários. Só iremos retornar ao trabalho quando isso se regularizar”, informa o presidente do Sindicato dos Empregados de Condomínio e Empregado de Asseio e Conservação (Sindecese), Jorgeval Mota. Ainda de acordo com ele, o Ministério Público e a Delegacia Regional do Trabalho já foram informados sobre a paralisação.

Ana diz que situação recorrente causa transtornos

Ana Lúcia Santos, 46, funcionária há três anos, diz que a situação causa transtornos em sua casa. “Estamos com aluguel, água e luz atrasados, além de passarmos fome, pois não recebemos nem ticket alimentação. Tenho quatro filhos para criar”. Ainda de acordo com ela, a situação é recorrente. “De dois em dois meses isso acontece”, informa.

Segundo a Estrela, há quase seis meses a prefeitura de Aracaju não faz os repasses e não dá previsão de pagamento.

O Portal Infonet entrou em contato com a prefeitura de Aracaju, que confirmou o débito e alegou estar trabalhando para resolver a situação.

Por Jéssica França

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais