Inadimplência dos consumidores fecha trimestre em alta

0

O Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Física registrou alta de 6,5% na inadimplência dos consumidores nos primeiros três meses de 2008, comparando com mesmo período do ano passado. Em março passado a alta foi de 4,7%, em comparação com o mesmo mês de 2007.

 

Já na comparação com fevereiro deste ano, houve uma alta de 9,8% no número de inadimplentes em março. No topo do ranking da inadimplência está o não pagamento de dívidas com bancos, de acordo com o Serasa 42,9% dos consumidores não acumulam dívidas nas instituições financeiras.

 

Em segundo lugar aparecem débitos com cartões de crédito e financeiras, que de janeiro a março de 2008 acumularam um índice 31,4%. Os cheques devolvidos vêm em seguida, com 23,4% da inadimplência dos consumidores no primeiro trimestre.

 

Nesse período, o valor médio das pendências com cartões de crédito e financeiras foi de R$ 446,06, o que representou um aumento de 37,5% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. Quanto às dívidas com os bancos, o valor médio foi de R$ 1.378,65, uma alta de 8,4% na comparação com os três primeiros meses de 2007.

 

Explicação

 

Para os técnicos da Serasa, a alta da inadimplência dos consumidores no primeiro trimestre de 2008 em relação a igual período de 2007 deve-se à expansão do endividamento da população, evidenciada pelo aumento do valor médio das pendências. O movimento tem sido promovido pela maior oferta de recursos, pelo alongamento dos prazos de pagamentos, pelo menor patamar dos juros e pelas novas modalidades de crédito.

 

O orçamento das famílias também tem sido comprometido pela elevação dos gastos com alimentos, em decorrência da alta dos preços, e pelo reflexo das despesas típicas do período (IPVA, IPTU, matrículas e compra de materiais escolares). Além disso, houve desaceleração da expansão da massa real de rendimento.

 

Fonte: Serasa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais