Inadimplência em escolas particulares podem chegar a 25%

0
Inadimplência em escolas particulares pode  chegar a 25% (Ilustração: Pixabay)

Com o atual cenário econômico brasileiro, pagar dívidas ficou mais complicado. O fato pode ser percebido nas escolas particulares do Estado, estabelecimentos em que as dívidas podem chegar a 25%. De acordo com a Federação dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado de Sergipe (Fenen-SE), há como tentar uma negociação com a escolas.

Segundo o presidente da Fenen-SE, José Joaquim Macedo a inadimplência nem sempre está associada ao cenário econômico, mas ele contribui efetivamente para o quadro. “Nem sempre a inadimplência é um resultado direto da crise, mas ela agrava o caso, principalmente por causa dos desempregos e fazem com que as dívidas nas escolas fiquem em torno de 20 e 25%”, explica. “Mas esse dado também varia muito e podem ter escolas em que essa inadimplência chegue a apenas 5%”, relata.

Ainda segundo Macedo, as escolas tentam negociar as dívidas. “O primeiro passo é convocar os pais para tentar negociar a dívida, através de descontos, ajustes ou parcelamentos”, alega o presidente.

Dívidas

De acordo com informações do gerente operacional da Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju, a inadimplência não teve grande aumento, se comparada ao ano passado. “Em virtude do quadro da economia no país, a inadimplência subiu em torno de 2%. O aumento não é muito, mas patamar é alto”, diz. “A partir do momento em que a economia se estabiliza, as dívidas acumuladas diminuem”, completa.

Por Jéssica França

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais