Inaugurada primeira Biofábrica de mudas vegetais de Sergipe

0

Governador Marcelo Déda inaugurou a primeira unidade da nova sede do SergipeTec (Foto: Márcio Dantas/ASN)
Com Investimento de quase R$ 2,1 milhões o governador do Estado, Marcelo Déda inaugurou na manhã desta terça-feira, 28, a Biofábrica de Mudas de Sergipe que irá funcionar dentro da nova sede do Parque Tecnológico (SergipeTec), em uma área de mais de 12 mil metros quadrados. A unidade é fruto de um convênio firmado com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e contrapartida do Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado e Desenvolvimento Econômico, da Ciência, da Tecnologia e do Turismo (Sedetec).

A biofábrica de mudas de Sergipe (BiomudaSE) é uma unidade que irá trabalhar com o controle de qualidade e a produção em larga escala de mudas e vegetais. Segundo o presidente do SergipeTec, Marcos Nery Lobão, o objetivo é que anualmente sejam produzidas na unidade dois milhões de mudas selecionadas.

Unidade deverá produzir R$ 2 milhões de mudas por ano (Foto: Márcio Dantas/ASN)
“Em um primeiro momento serão produzidas 500 mil mudas de banana e abacaxi e depois vamos chegar a dois milhões de mudas por ano. Elas são certificadas, livres de pragas o que melhora o rendimento na produção. Esta é a primeira Biofábrica de Sergipe e a sexta do Nordeste. O insumo principal é a inovação tecnológica na capacidade de comercializar mais”, disse.

Outros dois convênios irão garantir a efetivação da Unidade de Produção de Inimigos Naturais, voltada à produção de fungo para o controle biológico, e o Laboratório de Desenvolvimento Tecnológico de Controle e Qualidade. Os investimentos para esses projetos chegam a quase R$ 750 mil.

Na ocasião Marcelo Déda assinou convênios com a Universidade Federal de Sergipe (Foto: Portal Infonet)
De acordo com o governador Marcelo Déda, a entrega da Biofábrica marca uma nova era na área agrícola do Estado. “Com a inauguração da Biofábrica, o Sergipetec se torna realizado. Um projeto que pretende alcançar todas as áreas do conhecimento, ele nasce com obras de terraplanagem e com o avanço das obras da rede do Sergipetec e da Fapitec. É fundamental o investimento, para se ter uma idéia, com base em dados do IBGE em 2008, o Estado de Sergipe foi o terceiro Estado em produção de milho do Nordeste. Além disso, o milho produziu mais riqueza do que a cana-de-açúcar. São cerca de 37 mil que geraram R$ 200 milhões em produção”, informou.

O Parque Tecnológico está sendo construído em um espaço adjacente à Universidade Federal de Sergipe e tem como áreas prioritárias a produção de energia, biotecnologia e tecnologia da informação. Estão sendo investidos R$ 12 milhões em obras de infraestrutura e outros R$ 6,5 milhões na construção de edifício sede.

Reitor da Universidade Federal de Sergipe assina convênio (Foto: Portal Infonet)
Durante a solenidade, também foi assinado com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) um termo de parceria para a construção do Centro Avançado de Biotecnologia. O investimento de quase R$ 2,1 milhões viabilizará a criação de laboratórios de biologia molecular, bioquímica, microscopia, medicamentos naturais e tecnologia de alimentos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais