Indústria de transformação puxa alta da geração de empregos

0

Indústria de transformação puxa alta de empregos em Sergipe (Foto: Márcio Dantas/ASN/Arquivo Infonet)
A política industrial realizada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo (Sedetec), tem gerado resultados positivos para Sergipe. É isso o que atestam os números apresentados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Segundo dados divulgados pelo órgão, entre janeiro e setembro de 2010, foram gerados 2.335 empregos no estado, com destaque para a indústria de transformação, responsável pelo maior número de postos criados. Esse é o segundo melhor saldo do ano, superado apenas pelo registrado no mês de agosto, que foi de 2.778. No acumulado dos primeiros nove meses de 2010, foram criados 13.508 postos de trabalho, o melhor resultado em Sergipe desde 1999.

Destaques

A principal responsável pela geração de empregos no estado em setembro foi a indústria de transformação. Foram criados no setor 781 novos empregos no último mês, gerando um saldo de 2.728 postos de trabalho gerados no ano. Merecem destaque os subsetores da indústria de alimentos e bebidas, com 357 empregos gerados; calçados, com 168; e têxtil-confecções, com 81.

Outro setor que continua registrando altos índices de contratação é o da construção civil. O maior entre os setores econômicos foi responsável pela geração de 527 empregos em setembro, gerando um saldo de 3.224 trabalhadores empregados no ano.

O comércio também tem contribuído consideravelmente para a abertura de novos postos de trabalho. Foram criados no último mês 306 postos de trabalho, com destaque para o comércio varejista, responsável pela criação de 317 empregos, equilibrando o setor, que sofreu baixa no atacado.

No setor de serviços 389 trabalhadores foram inseridos no mercado de trabalho, fruto principalmente da contratação nas áreas de alojamento e alimentação, transporte e comunicação, e ensino. Também merecem destaque as atividades relacionadas à agricultura, pecuária e extrativismo vegetal, responsáveis por um incremento de 297 empregos no estado.

Os dados apresentados pelo Caged apontam que a maior parte dos empregos, 737, foi gerada em Aracaju. O município de Nossa Senhora do Socorro, localizado na Grande Aracaju, empregou 82 trabalhadores. Já Estância contabiliza 85 novos postos de trabalho.

Política industrial

A ampliação registrada no número de empregos gerados em Sergipe revela a consolidação de uma política voltada para o incentivo de empresas capazes de garantir o desenvolvimento do estado. Vale destacar, ainda, que pelo quarto mês consecutivo, a taxa de crescimento do emprego industrial em Sergipe foi maior do que a média do Brasil e do Nordeste. No estado, o crescimento da criação de postos de trabalho chegou a 0,96% em setembro, enquanto que no Brasil essa taxa foi de 0,7%.

Os incentivos concedidos pelo governo são importantes para o estímulo à geração de postos de trabalho em Sergipe. Os resultados registrados pelo Caged atestam, portanto, que o Governo do Estado, através da Sedetec, vem cumprindo o seu papel, ao garantir aos sergipanos a oportunidade de inserção no mercado de trabalho.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais