Indústria puxa alta de empregos em julho

0

A indústria calçadista foi impulsionada com 371 empregos gerados (Foto: Vieira Neto/Sedetec)

A variação positiva na criação de empregos em Sergipe no mês de julho de 2011, além de garantir ao Estado posição de destaque no cenário nacional e nordestino, revelou um forte crescimento nas vagas oferecidas pelo setor industrial. Segundo dados do Ministério do Trabalho, o setor que mais criou empregos no período em Sergipe foi o da indústria de transformação, com 501 admissões. E esse resultado foi impulsionado especificamente pela indústria calçadista, com 371 empregos gerados.

“Esse é um setor que, assim como tantos outros, tem apoio governamental. E isso é um diferencial decisivo na hora da geração de empregos, em especial quando se investe na interiorização de vagas no mercado de trabalho, que é um dos carros chefe da política de desenvolvimento do governo Déda. Por isso que esse é um número que temos que comemorar, além de continuar trabalhando para produzirmos resultados ainda melhores”, avaliou o secretário Zeca da Silva, do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia.

Além da indústria, outros setores de destacaram na geração de empregos no mercado sergipano em julho último, como o de serviços, que criou 465 novos postos de trabalho, com destaque para os serviços de alojamento e alimentação, com 161 vagas; transportes e comunicações, com 124 vagas; o comércio, que empregou 263 novos empregos. Já a construção civil recuperou os empregos perdidos no mês anterior, com a admissão de 253 novos trabalhadores E a agropecuária também segue recuperando os empregos destruídos nos meses de entressafra e registrou um número expressivo de 152 carteiras assinadas.

“Percebemos que em julho de 2011, o segundo melhor dos últimos oito anos, foram criados 1.675 empregos, numa variação positiva de 0,64%, acima da taxa de crescimento nacional e nordestina. No ano, entre janeiro e julho, foram 7.585 novos empregos e, nos últimos 12 meses, foram criados 20.014 empregos”, detalha Magaiver Correia, economista do departamento técnico da Sedetec.

Destacando-se a criação de empregos por municípios, o que mais empregou foi Simão Dias, 454 empregos, justamente por ser a cidade em que uma nova fábrica da indústria calçadista entrou em operação, com incentivos e apoio do Governo Estadual. À seguir, temos Aracaju (357), Nossa Senhora do Socorro (174), São Cristóvão (116), Estância (108) e Itabaiana (91).

Fonte: Sedetec 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais