Inflação na saída das fábricas chega a 7,62% em 12 meses

0
(Foto: Alejandro Zambrana)

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços dos produtos na saída das fábricas, ficou em 0,68% em julho deste ano. O IPP acumula taxa de 3,67% no ano. Em 12 meses, o indicador acumula inflação de 7,62%, taxa superior aos 6,6% de junho.

As informações foram divulgadas hoje,26, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de julho é superior à observada no mês anterior (0,34%). Em julho de 2014, o IPP havia registrado deflação (queda de preços) de 0,28%.

Em julho deste ano, os produtos que mais influenciaram a inflação foram os alimentos (1,17%). O resultado pode ser explicado, principalmente, pelo aumento dos preços dos resíduos da extração de soja, carnes bovinas, sucos de laranja e rações para animais.

Outros produtos que tiveram impacto importante na inflação de julho foram os resultantes do refino de petróleo e produtos de álcool (1,43%), outros equipamentos de transporte (2,4%) e borracha e plástico (1,47%). Ao todo, 16 dos 23 setores da indústria da transformação pesquisados pelo IBGE tiveram inflação.

Sete atividades tiveram deflação, entre elas metalurgia (-0,62%), madeira (-0,57%) e farmacêutica (-0,44%).

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais