Jackson discute investimentos com embaixador do Japão

0
Embaixador manifestou intenção de empresas se instalarem em SE (Foto: Marcos Rodrigues/ASN)

Na manhã desta quarta-feira, 18, o governador Jackson Barreto recebeu o embaixador do Japão, Kumio Umeda. Além de discutirem sobre a segurança dos atletas que estarão em Aracaju para o período de aclimatação e concentração das Olimpíadas, o representante japonês revelou a intenção de empresas do seu país instalarem-se em Sergipe, e solicitou que o Governo do Estado apresente as condições favoráveis para receber investimentos. Atualmente, a Yazaki, montadora japonesa que atua na produção de material elétrico e eletrônico, já funciona em Nossa Senhora do Socorro, empregando cerca de dois mil funcionários locais diretos.

Os atletas japoneses, que estarão em Aracaju entre os dias 22 e 29 de julho, são preocupação da Embaixada Japonesa, que solicitou a atenção do Governo do Estado. Além disso, os representantes do país oriental destacou que a capital sergipana também será visitada por cerca de 15 jornalistas do Japão, que irão realizar a cobertura da passagem dos esportistas no estado. Além da seleção masculina de futebol, virão para Sergipe as equipes de ginástica artística (masculina e feminina), rítmica (feminina) e trampolim (masculina e feminina).

Para o governador, a visita do embaixador revela uma impressão muito boa. “Fiquei encantado com a preocupação da Embaixada com o esquema de segurança dos atletas que farão de Aracaju sua casa. Isso demonstra o papel humanista e social de Kumio Umeda. Estamos felizes de compartilhar a presença do Japão nos Jogos Olímpicos e ter nosso estado como base para treinamento da delegação japonesa. Isso vai ser muito importante para nós”, destacou.

Policiamento Comunitário

Ainda com relação à segurança, o embaixador japonês apresentou ao governador uma proposta de policiamento comunitário, que já está sendo colocada em prática nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

“Há dois anos, nosso primeiro ministro visitou o Brasil e combinamos com a presidenta Dilma para promover esse sistema de policiamento comunitário em todo território brasileiro. Na realidade, estamos implementando projetos preliminares nesses três estados. Sobretudo em São Paulo e Minas Gerais, conseguimos obter bons resultados com relação à incidência de homicídios. E atualmente, Minas é um centro de acolhimento para formação de pessoas da polícia. Então queremos registrar ao senhor governador que temos interesse nesse projeto, que é útil para reduzir crimes em Sergipe. É uma iniciativa colaborativa entre a comunidade e a polícia e para manter a segurança comunitária”, explanou Kumio Umeda.

Jackson Barreto afirmou que a proposta de policiamento comunitário vai ser levada para o secretário de Segurança Pública, e ressaltou que a Orla de Aracaju, onde o turismo é intenso, existe um Batalhão da Polícia Militar permanente e também uma Delegacia de Turismo. O governador também aproveitou para dizer que, de 2015 até agora, houve aumento do efetivo das Polícias Civil e Militar em mais de mil novos soldados, e não existe nenhum problema com relação ao equipamento utilizado na segurança pública.

“Além disso, em fevereiro buscamos nova equipe mais orientada para a Segurança Pública. E as estatísticas mostram que conseguimos melhorar essa questão. Nossa Polícia Civil é bem remunerada e a Militar não recebe menos que os demais estados. Infelizmente, não temos como contratar mais agora, porém temos 300 pessoas preparadas em cursos para ingressar na PM, estamos apenas aguardando recursos para aumentar nosso efetivo. Canalizamos todos os esforços possíveis para segurança, e ainda acrescento que Sergipe tem o primeiro projeto de 100% de cobertura digital do estado na área. É um investimento de mais de R$ 25 milhões. Ou seja, não estamos acomodados e sem iniciativa. Tenho consciência que temos cumprido nossa parte”, declarou Jackson.

Economia

Na área da economia, o embaixador japonês revelou a intenção do seu país em investir na abertura de mais empresas no Brasil, e convidou os membros do Governo de Sergipe a participarem de uma reunião, em São Paulo, da Câmara de Comerciantes do Japão. A ideia é que o Estado apresente a 400 empresas japonesas as potencialidades sergipanas, para tentar atrair a atenção de novos investidores. Atualmente, o Brasil conta com 700 empreendimentos japoneses.

“Nesse momento, empresas japonesas têm grande interesse em investir no Brasil. O país está passando um momento político e econômico difícil, e acreditamos que ele vai superar. É importante que os empreendimentos do Japão achem bons locais para investir nesse país, mas é difícil para nós conhecermos bem cada estado, pois o Brasil é grande. Então gostaria de propor a vocês que realizem uma apresentação para a Câmara de Comércio do Japão”, convidou Kumio Umeda.

Em resposta, o governador Jackson Barreto aceitou o convite e afirmou que levará sua equipe de assessores econômicos e também secretários de Estado para participarem desse encontro. “Essa proposta é estimulante. É uma oportunidade de Sergipe mostrar sua potencialidade e, talvez, trazer novas empresas japonesas. Atrair investimentos é nosso objetivo permanente”. E ainda acrescentou: “estamos aqui para fortalecer cada vez mais esses laços do Japão com nosso país e, agora, com Sergipe, aproveitando não somente a questão das Olimpíadas, mas também a presença da Yazaki, que faz parte do processo de desenvolvimento do estado”.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais