Jucese confirma novo recorde na abertura de empresas em Sergipe

0

Sede da Junta Comercial à rua Propriá (Fotos: Vieira Neto)

A força crescente da economia de Sergipe é novamente destaque. O número de novos empreendimentos instalados no Estado mostra a pujança do setor e impulsiona cada vez mais o mercado. De acordo com dados da Junta Comercial de Sergipe (Jucese), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), somente neste ano já foram abertas 3279 empresas, entre janeiro e agosto, contra 3017 no mesmo período de 2010.

E mês de agosto registra um recorde novo ao contabilizar 558 novos empreendimentos. Comparando o mesmo período com o ano de 2010, quando foram abertas 460 empresas, constata-se um aumento de 21,30% no total de novos empreendimentos. Já na comparação com agosto de 2009, quando formalizaram-se 387 empreendimentos, verifica-se um salto de 44,18%. O setor que teve maior crescimento foi o de Serviços, com 49,8%, seguidos do Comércio, com 44,7%, e o de Indústria, com 5,5%.

Vinícius Maza, presidente da Jucese

Segundo o secretário Zeca da Silva, da Sedetec, esses bons resultados confirmam o grande momento da economia sergipana e a atuação decisiva do governo, que vem firmando parcerias com diversos órgãos públicos e facilitando a vida dos empresários.

“Sergipe se destaca pelo incentivo governamental às empresas que desejam se instalar aqui. Mas também atuamos no sentido de desburocratizar e facilitar a vida empreendedor, com ações inovadoras, a exemplo da REDESIM, que congrega diversos órgãos essenciais para a oficialização de um novo negócio. Além de tudo, temos uma seriedade fiscal por parte do governo, que serve de bom exemplo e de incentivo ao empresário, seja aquele já estabelecido, seja aquele que pretende iniciar as atividades de sua empresa. Em suma, o ambiente em Sergipe é muito favorável aos negócios e isso se reflete nos recordes sucessivos que temos alcançado”, afirma.

O presidente da Jucese, Vinícius Mazza, aproveita para ressaltar a melhoria no atendimento ao público como um dos grandes incentivadores. “Isso tudo está aliado a uma política de qualidade na execução dos atos de Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins. Disponibilizamos todos os recursos humanos e tecnológicos necessários para consolidar dados arquivos e conservar documentos da Legislação vigente, sempre usando o crescimento institucional e a real satisfação dos interesses da sociedade”, conclui.

Fonte: Ascom Jucese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais