Mais de 6 mil sergipanos estão na malha fina

0
Imposto de Renda: contribuintes podem antecipar correções (Foto: Portal Infonet)

Cerca de 48,5 mil contribuintes ainda aguardam a restituição do imposto de renda, mas as declarações enviadas por uma parcela destes [6.782 contribuintes] apresentaram problemas, que podem ser sanados por iniciativa espontânea do próprio contribuinte, sem maiores prejuízos, segundo informações do auditor fiscal da Receita Federal em Sergipe, Nilson Lima.

As correções podem ser feitas por meio de uma nova declaração, a Retificadora. A nova declaração está disponível na internet,  acessando o site da Receita Federal [www.receita.fazenda.gov.br], onde também o contribuinte pode acompanhar a situação das declarações. De acordo com a estatística da Receita Federal, segundo Nilson Lima, 12.378 contribuintes identificaram as pendências e se anteciparam, apresentando as correções por meio da declaração retificadora.

Neste ano, 214.777 contribuintes apresentaram declaração de imposto de renda à Receita Federal em Sergipe. Deste total, 140.926 já foram finalizadas e 48.589 estão na fila de restituição, aguardando a liberação dos recursos. Em 6.782 declarações, a Receita Federal detectou problemas. O contribuinte pode antecipar, identificando as pendências e corrigi-las por meio da declaração retificadora, pedir antecipação ou aguardar a notificação da Receita Federal que será feita no próximo ano.

Outros 4.265 contribuintes têm direito à restituição, mas os recursos não serão liberados porque eles possuem débitos junto a Receita Federal ou à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. O contribuinte poderá optar por liquidar o débito para receber a restituição integral ou fazer a compensação entre o valor devido e o valor a restituir, segundo informações do auditor.

Há também 910 na lista de bloqueio. De acordo com o auditor Nilson Lima, estes contribuintes estão passando por fiscalização. Os problemas detectados na declaração são associados a práticas com repercussão nacional que, pela complexidade, há maior exigência nos critérios para a restituição.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais