Mapa de Pobreza e Desigualdade aponta situação crítica do NE

0

A população pobre que vive na Região Nordeste é a que que está mais distante de vencer a barreira da linha da pobreza. A constatação faz parte do Mapa de Pobreza e Desigualdade, divulgada hoje, 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Nordeste, a distância média dos pobres em relação ao parâmetro da linha de pobreza é de 28,6%. O índice é bastante superior à média nacional, de 10,7%. Por conta disso, a região é a que mais necessita de investimentos públicos que permitam a essa parcela de brasileiros superar a barreira da pobreza.

O mapa foi produzido pelo IBGE em parceria com o Banco Mundial com base nos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares do período de 2002 a 2003 e do Censo 2000.

Segundo o levantamento, na outra ponta aparece a Região Sul, que revelou a melhor situação do país, não apresentando nenhum município com uma distância da linha de pobreza superior a 25%. Em seguida, aparecem as Regiões Centro-Oeste, com 3,6% dos municípios nessa situação; Sudeste (5,6%) e Norte (13,1%).

Um outro indicador apontado pelo IBGE é o da severidade da pobreza, que mostra o grau de desigualdade entre os pobres. “Para um gestor de políticas públicas é importante conhecer quais as áreas onde a pobreza se apresenta mais severa, indicando a necessidade de estabelecer prioridades no seu combate”, destaca o instituto.

De acordo com o levantamento, mais uma vez é a Região Nordeste que se caracteriza pela severidade da pobreza mais intensa: 68,3% dos municípios tinham uma severidade maior do que 10%. Para esse indicador, a média do país foi de 30,9%. As demais regiões apresentaram os seguintes índices: Norte (33%); Centro-Oeste (19,1%); Sudeste (14,3%) e Sul (0,5%).

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais