MCS auxilia Sedetec e Codise na revisão do Planejamento Estratégico

0

Foto: Divulgação Movimento Competitivo

As Assessorias de Planejamento (Asplan”s) e algumas diretorias da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) e da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise) – órgão vinculado à Sedetec – participaram na manhã desta quarta-feira, 11, de uma reunião com o Movimento Competitivo Sergipe (MCS).

O encontro serviu para tratar da revisão dos Planejamentos Estratégicos e do Plano Plurianual 2008-2011 (PPA) da Sedetec e Codise, já que o MCS foi contratado pelo Governo de Sergipe para prestar consultoria nesses processos em todas as secretarias e órgãos da administração estadual.

 

Coerência

De acordo com o gerente-executivo do Movimento Competitivo Sergipe, Marcel Fortes, a coerência entre missão e visão das secretarias com o governo como um todo, fundamental para a administração, foi um dos principais pontos da reunião.
“É preciso alinhar a missão, ou seja, a razão de ser do governo, e a visão, até onde esse governo irá cumprir as suas ações até 2010. Para tanto, verificamos o que deve ser mantido, cancelado ou criado para atender a essa premissa”, disse.

Para o diretor administrativo e financeiro da Sedetec, Rubens Alves, a reunião foi positiva. “Estamos cumprindo um cronograma e procurando alinhar a missão e visão da Secretaria à missão e visão do Governo do Estado”, afirmou.

Próximos passos

Durante a reunião desta quarta-feira foram sugeridos ajustes no Planejamento Estratégico e no PPA 2008-2011. No próximo dia 20 de fevereiro, a Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) deverá receber do Movimento Competitivo Sergipe os relatórios contendo os ajustes de todos os órgãos da administração estadual. Os documentos serão analisados para que se iniciem os processos de melhorias.

Está previsto ainda, para o dia 20 de março deste ano, um seminário com a participação de todas as secretarias de Estado e órgãos vinculados. A iniciativa deverá validar esses trabalhos, a fim de que eles sejam encaminhados ao governador Marcelo Déda e, posteriormente, à Assembléia Legislativa, responsável pela aprovação do PPA.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais