Nível de empregados na indústria continua em alta

0

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico (FIES/UFS), com base nos dados divulgados pela ABRAMAT (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção), revelou que no sexto mês do ano, o nível de emprego formal na indústria de material de construção no Brasil permaneceu em alta. Sobre junho de 2010, o crescimento do nível de emprego foi de 6,27%, e sobre o mês anterior (maio/2011) de 0,39%.

O aumento no nível de emprego das indústrias de materiais básicos no país foi de 7,42% em junho último em relação à igual mês do ano passado. Na comparação com maio deste ano, houve acréscimo de 0,53%.
No tocante ao nível de emprego das indústrias de materiais de acabamento, houve registro de expansão de 3,93% em junho último no comparativo com junho do ano passado. Sobre o mês anterior, o incremento foi de 0,11%.

Faturamento

O faturamento total das vendas internas do setor (deflacionado), no sexto mês do ano, apresentou aumento de 0,61% sobre junho de 2010, enquanto que sobre o mês de maio deste ano, o crescimento foi de 0,76%. Entre o primeiro semestre de 2011 e igual período de 2010, houve ampliação de 0,58% no faturamento.

O faturamento deflacionado das vendas internas das indústrias de materiais básicos ficou 3,19% abaixo do faturamento registrado um ano antes (junho/2010). Entre maio e junho do ano corrente, também se verificou uma queda de 0,55%. No primeiro semestre, o faturamento ficou 3,03% abaixo do verificado no mesmo período de 2010.

Quanto às indústrias de materiais de acabamento, apurou-se crescimento no faturamento das vendas internas em junho deste ano (+8,30%), com relação a junho de 2010 e também entre maio e junho deste exercício (+3,20%). Nos últimos doze meses (jul/2010 a jun/2011), a expansão do faturamento atingiu 10,76% na comparação com os doze meses anteriores (jul/ 2009 a jun/2010).

Fonte: Ascom Fies

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais