Nordeste teve maior ocupação hoteleira do País

0

A Região Nordeste teve a maior ocupação hoteleira do País nos meses de abril, maio e junho. No trimestre, 60% dos quartos de hotéis disponíveis estiveram ocupados, enquanto que nas demais regiões a média foi de 45%. Os dados são do 3º Boletim de Desempenho Econômico do Turismo, divulgado hoje pelo ministro Walfrido Mares Guia. O levantamento foi realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com 821 empresários do setor de todo o País, que juntos movimentam R$ 1,5 bilhão. A pesquisa indica ainda que os empresários estão otimistas quanto ao próximo trimestre: esperam um crescimento de até 41% do setor, o que deverá induzir a contratação de mão de obra nos hotéis, na avaliação de 63% dos entrevistados.

No Nordeste, o maior percentual de ocupação foi registrado em abril, quando 61% dos 262.560 quartos disponíveis na rede hoteleira estavam ocupados por turistas nacionais e estrangeiros. Nos dois meses seguintes, a ocupação se manteve em 59%. O estado do Piauí apresentou os melhores índices. Nos meses de abril, maio e junho, 100% dos 1.650 quartos de hotéis disponíveis no estado estiveram ocupados.

O estado do Maranhão aparece em segundo lugar com média de 72% no período. Com o maior número de quartos de hotéis ocupados no Nordeste. A Bahia teve, ao lado de Sergipe, a menor taxa de ocupação nestes três meses: 50% dos 101.910 quartos disponíveis.

O ministro do Turismo disse que a pesquisa revela o perfil de pequenos e médios empresários. Segundo o Sebrae, 95% das empresas do setor têm menos de 30 empregados. Ele acredita que as perspectivas favoráveis devem-se aos bons resultados colhidos nos últimos meses. Somente no primeiro semestre, de acordo com Walfrido, houve um aumento de 47% no ingresso de dólares no País, com relação ao mesmo período no ano passado, e os desembarques de vôos internacionais no Brasil cresceram 17,9%.

Outro fator que estimula os empresários do turismo, acredita o ministro, é a recuperação da economia brasileira. “As contas externas e internas estão positivas, o País atingiu um superávit de 4,25% e os investimentos somam R$ 12 bilhões”, salientou. Segundo o ministro, com base em pesquisas, o Governo pretende investir em ações específicas para atrair ainda mais estrangeiros e aumentar o turismo interno no País.

Com relação aos turistas internacionais, segundo ele, um levantamento demonstrou que os principais problemas apontados são: sinalização dos pontos turísticos nas cidades, limpeza, atendimento e segurança, sendo que apenas 9,3% citaram este fator como um problema.

Já os turistas nacionais se queixam das condições das estradas. O ministro ponderou que com os recursos da Cide (imposto sobre os combustíveis), que serão distribuídos entre estados e municípios, este problema começará a ser resolvido. “A Cide é a salvação”, empolga-se.

Região

Nordeste –

2004

UF

Quartos disponíveis (room night) por mês

Abril

Maio

Junho

Trimestre

 

AL

11.580

56%

50%

49%

52%

 

BA

101.910

50%

52%

47%

50%

 

CE

67.620

58%

53%

59%

57%

 

MA

6.330

69%

74%

74%

72%

 

PB

6.510

58%

49%

57%

55%

 

PE

27.780

69%

73%

72%

71%

 

RN

27.360

38%

31%

31%

33%

 

SE

11.820

53%

52%

46%

50%

 

PI

1.650

100%

100%

100%

100%

Total

 

262.560

61%

59%

59%

60%

Fonte: Boletim do Desenvolvimento Econômico do Turismo/abril, maio e junho.

Comentários