Nova taxa de juros aumentará dívida pública

0

A elevação dos juros básicos da economia em 0,5% vai gerar um impacto de R$ 2,9 bilhões, em 12 meses em parte da dívida pública, segundo o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. O secretário destaca que o efeito será sentido apenas na parcela da dívida corrigida pela taxa básica de juros. Na noite da quarta-feira, 17, o Copom fixou em 11,75% ao ano a taxa Selic para os próximos 45 dias, quando se realiza nova reunião do colegiado.

Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento na manhã dessa quinta, 17, o secretário informou que não é possível medir as conseqüências da decisão de Copom. De acordo com Augustin existem vários indexadores para corrigir os papéis emitidos pelo governo. No entanto garantiu que o superávit primário (economia que o governo faz para pagar os juros da dívida) de 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB – soma das riquezas produzidas no país) será mantido pelo governo em 2008 e 2009.

Durante a audiência ainda foi informado que os investimentos do governo central (Banco Central, Previdência e Tesouro Nacional) cresceram 319% de 2003 a 2007 e passaram de R$ 5,3 bilhões para R$ 22,1 bilhões.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais