Nova unidade da Fafen reduz importação de fertilizantes

0

A nova unidade de produção de sulfato de amônio da Petrobras contribuirá para a redução da dependência brasileira de importação do produto. Situada na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados de Sergipe (Fafen-SE), a planta tem capacidade para produzir até 303 mil toneladas/ano, o que equivale a 80% da demanda total da região Nordeste. O sulfato de amônio contém nitrogênio na composição e também é excelente fonte de enxofre, muito utilizado no cultivo de milho, cana-de-açúcar e algodão.

A Petrobras investiu US$ 169 milhões na construção da unidade, gerando 884 empregos no pico de obra. Do total investido, 79% foram aplicados na aquisição de bens e serviços com conteúdo local. A planta, inaugurada no segundo semestre do ano passado, comercializou 34 mil toneladas de sulfato de amônio até dezembro. Além de reduzir a dependência do mercado externo por fertilizantes nitrogenados, a nova unidade de sulfato de amônio aumenta o portfólio da Petrobras, confirmando a estratégia da Companhia de consolidar sua posição no mercado nacional de produtos gás químicos.

Fonte: ascom Petrobras

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais