Novo mínimo não provoca demissões no comércio, diz CDL

0
Impacto causado pelo novo salário mínimo é rapidamente absorvido pelo setor, diz CDL (Foto: arquivo Portal Infonet)

O novo salário mínimo não provocará demissões no setor de comércio. A informação é do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju, Samuel Schuster, ao destacar que o impacto do reajuste é absorvido pelo setor em um período de dois ou três meses. A Federação dos Empregados no Comércio e Serviços de Sergipe (Fecomse) vê o reajuste com tranquilidade, porém, destaca que o valor ainda é pouco, se comparado aos salários de outros países.

Samuel Schuster explica que além do reajuste, outros fatores causam alguns impactos na economia do setor. “Não é só o salário que aumenta. Junto a isso aumenta os valores do INSS, 13º salário, férias”, justifica.

Esses impactos, segundo Shuster, acabam absorvidos ao longo do tempo. “Se o funcionário, ganha mais, ele acaba comprando mais. Então, as vendas também aumentam”, explica.

Comerciários

De acordo com o presidente da Fecomse, Ronildo Almeida, o reajuste não causa impactos na folha de pagamento, visto que 100% da categoria recebe um valor acima do piso. “O salário desses trabalhadores é maior que o piso da categoria”, comenta.

Ainda de acordo com ele, o reajuste acaba sendo repassado ao consumidor, através da majoração dos preços. “Quem paga esse reajuste é o próprio consumidor. Toda a despesa é repassada ao consumidor, aumentando o preço da mercadoria”, detalha.

Para Ronildo Almeida, o percentual de reajuste ainda é pequeno. “Há uma disparidade entre o que representa a economia do Brasil no mundo e o valor que do salário mínimo que é pago aos trabalhador. Esse valor está entre os menores do mundo”, destaca.

Reajuste

O valor do salário mínimo pago aos trabalhadores a partir de 1° de janeiro de 2015 é de R$ 788. O reajuste chega a 8,84% em relação ao valor atual, de R$ 724. Com o reajuste, o mínimo pago corresponde a um valor diário de R$ 26,27 e de R$ 3,58 por hora de trabalho.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais