Orla: indefinição do réveillon preocupa setor hoteleiro

0

Festa na Orla de Aracaju ainda está indefinida (Fotos: Portal Infonet)

Humberto Menezes

Luciana Rodrigues

A indefinição em relação à programação do réveillon na Orla de Atalaia, em Aracaju, está deixando os empresários do setor hoteleiro preocupados. Isto porque o festejo representa o período de maior fluxo de lucratividade do setor de turismo.

De acordo com o gerente de recepção do Hotel Real Classic, Humberto Menezes, a indecisão prejudica as vendas antecipadas dos pacotes, já que os clientes perguntam sobre atrações do réveillon na hora de fechar a hospedagem. “Geralmente o hóspede logo pergunta qual vai ser a atração da Orla. Ainda não fechamos nossas vagas por conta da falta da programação”, revela.

O gerente ainda acrescenta que o atraso é recorrente e que o hotel preparou uma programação para driblar esta dificuldade. “Todos os anos, a programação demora pra sair. Não podemos ficar reféns da festa da prefeitura, por isso, preparamos uma festa particular”, disse Menezes.

Já Luciana Rodrigues, coordenadora de hospedagem do Hotel da Costa, comenta que a indefinição não atrapalhou as vendas dos pacotes de fim de ano. “A falta da programação é ruim para os negócios dos hotéis, porém, tal fator não impediu que vendêssemos todos os pacotes”, coloca.

Funcaju

A assessora de comunicação da Secretaria Especial de Cultura de Aracaju, Alexandra Brito, garante que haverá festa de réveillon na Orla de Atalaia e que a prefeitura está realizando reuniões para definir com outros órgãos a programação completa. “Tivemos uma reunião  com a Polícia Militar. Na quarta-feira, 27, teremos um encontro com representantes da Guarda Municipal e na sexta-feira, 29, haverá uma reunião mais geral, na qual será definida a festa de Ano Novo”, afirma.

A assessora enfatiza que, diante da realidade econômica que passa a prefeitura, a festa sofrerá algumas alterações. “É bem provável que a festa só terá atrações locais no réveillon da Orla. Contudo, será uma festa que contemplará a todos”, conclui.

Por Geilson Gomes e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais