Otimismo do empresário industrial cai em novembro

0

Apesar de continuarem otimistas, os empresários do setor industrial estão menos confiantes em relação à economia brasileira. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), divulgado nesta segunda-feira, 22, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), caiu para 62 pontos em novembro, uma redução de 0,8 ponto em relação a outubro e de 6,7 pontos desde janeiro, quando o indicador atingiu recorde.

Apesar da queda, o índice continua acima da média histórica, de 59,6 pontos, o que demonstra que o empresariado permanece mais otimista do que o habitual. De acordo com a CNI, indicadores acima de 50 pontos representam confiança na economia.

O setor responsável pela queda do índice foi a indústria de transformação, cujo grau de confiança caiu 1,4 ponto neste mês. Nos demais setores pesquisados, a confiança aumentou. O indicador da indústria extrativa subiu 1,9 ponto e o da construção civil aumentou 0,6 ponto.

Segundo a CNI, dos 26 segmentos da indústria de transformação pesquisados, 18 apresentaram indicadores acima da média histórica, exibindo otimismo elevado. Os maiores graus de confiança foram registrados em equipamentos de transporte, plástico, minerais não metálicos, edição e impressão, calçados, móveis e vestuários e acessórios. Metalurgia básica, madeira e indústrias diversas tiveram os menores índices.

A pesquisa revela a avaliação dos industriais sobre o desempenho da economia e suas expectativas para os próximos seis meses em relação ao cenário nacional e à própria empresa. O levantamento foi feito entre 29 de outubro e 19 de novembro, com 1.897 empresas, das quais 1.028 pequenas, 591 médias e 278 de grande porte.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais